JUSTÍÇA

Juiz Douglas Martins vai ter que acionar empresa Primor para reconstruir terminal de integração da Cohama

O terminal que agora está na responsabilidade da empresa Primor, foi destruído pelas fortes chuvas deste sábado (19)

Como tudo em São Luís é necessário judicializar para alguém respeitar, a reconstrução do terminal de integração de passageiros da Cohama, não será diferente. Para isso o juiz Douglas de Melo Martins, que tem feito um trabalho excepcional no Maranhão, vai ter que acionar sua caneta BIC mais uma vez para fazer valer a lei. Se depender da vontade da empresa responsável pela manutenção do terminal, a viação Primor, o logradouro deve ficar como está por muito tempo. O terminal foi destruído pelas forte chuvas que caíram na madrugada deste sábado (19) em São Luís.

As fortes chuvas arrancaram boa parte da estrutura metálica do Terminal da Integração, o que deixa os passageiros desamparados de chuva e sol pelos próximos dias. Para tirar o seu da reta, a Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), confirmou a interdição através de uma nota. Veja a Nota abaixo na íntegra.

“A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa que, após vistoria da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros na manhã deste sábado (19), as plataformas do Terminal de Integração da Cohama foram interditadas, até que as reformas nas coberturas danificadas pelas chuvas sejam concluídas pelo consórcio Primor, que é a responsável pela manutenção do terminal.

A SMTT informa ainda que já está operacionalizando o funcionamento das linhas atendidas pelo Terminal de Integração da Cohama, com a finalidade de continuar atendendo a população que utiliza os serviços de transporte.”

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!