BABADO DA SEMANA

Moro pede a STF para obrigar Planalto a entregar íntegra de vídeo

O medo de Bolsonaro é que na reunião houveram conversas nada republicanas

O advogado de Sérgio Moro, Rodrigo Rios, acaba de pedir para Celso de Mello manter sua decisão original e exigir da Presidência da República a íntegra da gravação da reunião ministerial do dia 22 de abril.

Na ocasião, de acordo com o depoimento de Moro à Polícia Federal, Jair Bolsonaro ameaçou demiti-lo se ele insistisse e não trocar o comando da PF.

Celso de Mello estabeleceu prazo de 72 horas para o Palácio do Planalto entregar o material. A AGU, que representa Bolsonaro no processo, no entanto, recorreu da decisão do ministro. Por isso, a defesa de Moro protocolou a petição de hoje, em que argumenta:

— Eventuais colocações constrangedoras do Exmo. Presidente da República, passíveis de constatação durante esta reunião, sobre estes ou outros assuntos ali tratados, não são motivos aptos a impedir o atendimento da determinação de Vossa Excelência, pois não se revelam “segredo de stado” (como referido pela AGU, que estejam ligados, por exemplo, às Relações Exteriores).

Por Gabriel Mascarenhas (Blogue Lauro Jardim)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo