NOTÍCIAS

Vigilantes da K2 Engenharia são suspeitos da chacina

Os seguranças já foram ouvidos pela polícia na tarde desta sexta-feira (4)

Seis dos vigilantes que prestam serviços para a empresa K2 Engenharia, na obra do Programa Minha Casa, Minha Vida na comunidade do Coquilho, Zona Rural da capital maranhense, onde três adolescentes foram encontrados mortos nesta sexta-feira (4), prestaram depoimento na Superintendência Estadual de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP).

A suspeita que as vítimas tenham sido torturadas e executadas por vigilantes que prestam serviço naquela obra.  Os corpos de Jeanderson da Silva Diniz, de 17 anos, Gustavo Feitos Monroe, de 18 anos e Gildean Castro Silva, de14 anos serão sepultados neste sábado (5) no cemitério do povoado Mato Grosso, também na Zona Rural de São Luís.

Os três adolescentes desapareceram na quinta-feira (3), e foram encontrados mortos nesta sexta-feira (4) com tiros na nunca é nas mãos. Os três não tinham antecedentes criminais. Assim que os corpos foram encontrados os moradores da área ficaram revoltados e acabaram tocando fogo em dois ônibus que faziam o transporte de funcionários da K2 Engenharia.

Também destruíram um acampamento da empresa e algumas casas da obra foram depredadas. Novos protestos estão marcados para serem realizados na tarde deste sábado (5) quando deverá ocorrer o sepultamento das vítimas. O Maranhão está chocado com tanta violência no Estado.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!