SÉRIE D

Altos-PI e Floresta-CE, Novorizontino-SP e Mirassol-SP garantem acesso à Série C de 2021

Na briga pelo título inédito, semifinais ficaram assim: Altos-PI x Mirassol-SP e Novorizontino-SP x Floresta-CE

Após quase quatro meses e 512 jogos de competição, a Série D do Brasileirão definiu, neste final de semana, os quatro times que garantiram vaga na terceira divisão de 2021. Pela primeira vez desde a criação do torneio, em 2009, dois clubes de uma mesma Federação ascenderam juntos. Foram eles o Novorizontino-SP e o Mirassol-SP, ambos de São Paulo. Além deles, subiram Altos-PI e Floresta-CE.

Tigre, Jacaré e Verdão da Vila vão disputar a terceira divisão em 2021 pela primeira vez na história. O Floresta, inclusive, bateu na trave no ano passado, quando caiu para o Jacuipense-BA justamente na fase do acesso. O Leão da Alta Araraquarense, por sua vez, retorna a Série C após 13 anos ausente – participou pela última vez em 2008.

Como ficam as semifinais?

Ao contrário da última edição, quando os confrontos das semifinais foram definidos por chaveamento olímpico, obedecendo a classificação geral, este ano os duelos já estavam pré-definidos através do regulamento específico.

O mando de campo da partida de volta foi definido com base na classificação geral somando todas as fases anteriores. A CBF reservou os dias 17 e 24 de janeiro para as semifinais e deve detalhar a tabela, com datas e horários, nesta segunda-feira.

Como foram os acessos?

O primeiro a garantir o acesso foi o Mirassol-SP, no sábado. A equipe comandada por Eduardo Baptista voltou a vencer o Aparecidense-GO, dessa vez por 3 a 2 (já tinha vencido por 2 a 1 na ida, em casa), fora de casa. A classificação veio de virada, logo após o clube ter tido um jogador expulso. Com o acesso, a Ferroviária-SP herdou uma vaga na Série D de 2021.

Mirassol volta à Série C após 13 anos — Foto: Léo Roveroni/Agência Mirassol

Mirassol volta à Série C após 13 anos — Foto: Léo Roveroni/Agência Mirassol

O Novorizontino-SP eliminou o Fast e beneficiou o Inter de Limeira-SP, que assim como a Ferroviária-SP, também acabou herdando uma vaga na Série D de 2021. O Tigre, que já havia vencido em Manaus por 1 a 0, não teve dificuldade em Novo Horizonte, onde ainda não perdeu após 10 partidas nesta Série D, e venceu por 3 a 0, com gol de Cléo SIlva, Guilherme Queiroz e Danielzinho. No agregado, ficou 4 a 0.

Novorizontino venceu o Fast nos dois jogos — Foto: João Normando

Novorizontino venceu o Fast nos dois jogos — Foto: João Normando

Quem também se classificou sem maiores complicações foi o Altos-PI. Após empatar em 1 a 1 com o Marcílio Dias-SC no jogo de ida, em Santa Catarina, o Jacaré não tomou conhecimento do rival no jogo de volta, no estádio Felipão, no Piauí, e venceu por 5 a 1. O time igualou a maior diferença de gols num jogo de acesso – o Madureira de 2010 venceu o Operário-PR por 6 a 2, e o Brusque-SC de 2019 venceu o Juazeirense-BA por 4 a 0.

Altos vai disputar a Série C pela primeira vez — Foto: Renan Morais

Altos vai disputar a Série C pela primeira vez — Foto: Renan Morais

A classificação mais suada ficou reservada para o confronto nordestino entre Floresta-CE e América-RN. Após vitória por 2 a 0 no jogo de ida, no estádio Castelão, no Ceará, o Verdão da Vila viu o Dragão abrir o placar na volta, ainda no primeiro tempo, com Wallace Pernambucano, mas selou a vaga para as semifinais após empatar aos 42 do segundo tempo, com Núbio Flávio. Agregado: 3 a 1.

Depois de bater na trave no ano passado, Floresta consegueiu o acesso inédito — Foto: Alexandre Lago

Depois de bater na trave no ano passado, Floresta consegueiu o acesso inédito — Foto: Alexandre Lago

Por Redação do ge — Manaus/AM

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo