TRANSPORTE

Barragem do Bacanga pode ser fechada nesta sexta-feira (29) por moradores da região

A ação pode acontecer devido a greve de ônibus coletivo que já dura 8 dias na Grande Ilha de São Luís

A greve de ônibus na capital maranhense tem mexido com a economia local. A falta de clientes no maior Centro Comercial de São Luís, tem deixado empresários bastante preocupados. Mais de 700 mil passageiros encontram dificuldades para chegar ao trabalho e principalmente para voltar para casa no final do dia sem ônibus.

Para tentar pressionar as autoridades estadual e municipal, a Associação Comunitária do bairro Fumacê, região do Itaqui Bacanga,  divulgou comunicado nesta quinta-feira (28) através da sua presidente Iva Campos, que caso o prefeito Eduardo Braide não tome uma atitude imediata em benefício da população ludovicense referente a volta do transporte coletivo, a Barragem do Bacanga será interditada nesta sexta-feira 29/10/2021.

A associação teme que com esse impasse da greve dos transportes coletivos, milhares de famílias que já sofrem por falta de políticas públicas em toda a área Itaqui Bacanga venham perder suas rendas financeiras por terem perdido o direito constitucional de ir e vir, causando ainda mais fome e miséria entre as classes menos favorecidas.

Se é para parar para tudo, a população perdeu seu direito de ir e vir simplesmente por ser ignorada nas decisões sobre a volta da circulação dos transportes coletivos. Sem o transporte público a população não tem como se deslocar a procura do sustento familiar.

“Não temos mais a quem recorrer para pedir dinheiro emprestado para poder ir a luta pelo pão de cada dia. Com a greve, o gasto com transporte para um trabalhador assalariado ficou completamente fora do nosso padrão financeiro. Então se o prefeito não tomar uma decisão em defesa do trabalhador providenciando a volta imediata do transporte público, teremos que tomar medidas enérgicas. A população merece respeito. Até o momento as autoridades só menosprezam a população. Estamos há uma semana sem transporte público e governo e empresários simplesmente brincando de gato e rato ignorando por completo toda a população ludovicense que necessita do transporte público para se deslocar ao trabalho em busca do sustento aos seus familiares. Esse impasse entre o governo municipal e empresários do transporte público é inadmissível. Se é para parar então para logo tudo”, descreveu Iva Campos.

Por Cesar Durans

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo