BABADO DA SEMANA

Deputada Carla Zambelli testou positivo para mentira

A bolsonarista mentirosa se dedica 24 horas para agradar Bolsonaro & CIA

Para agradar o presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) é capaz de tudo ou de quase tudo. Quando Sérgio Moro, ainda ministro da Justiça, parecia seguro no cargo, ela o convidou para ser padrinho do seu casamento. Sob as vistas da primeira-dama Michelle Bolsonaro, Carla dançou uma valsa com Moro, tudo para está nos holofotes da mídia.

Quando Moro, em abril último, anunciou sua saída do governo, Zambelli invocou sua condição de afilhada dele para meter-se onde não fora chamada. Passou mensagens por celular na tentativa de convencer Moro a não renunciar ao cargo, e foi ao Ministério da Justiça fazer um apelo nesse sentido. Mais tarde, criticou Moro.

No último dia 19 de agosto, Zambelli revelou nas redes sociais que testara positivo para coronavírus, estava assintomática, e que se trataria à base de cloroquina, remédio do qual Bolsonaro é garoto propaganda 24h. Internou-se no hospital DFStar. Na última sexta-feira (28), a direção do hospital informou que Zambelli não foi infectada pelo novo coronavírus.

Ela tem endometriose, uma doença “caracterizada pela presença do endométrio – tecido que reveste o interior do útero – fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga”. Causa infertilidade, dores no período menstrual e durante relações sexuais.

Mas nem mesmo sendo chamada de mentirosa pelo hospital, a cara de Carla Zambelli não treme, continuará mentindo, compartilhando fake news e puxando o saco de Bolsonaro, mesmo sem qualquer credibilidade no Palácio do Planalto.

Por Ricardo Noblat (Veja) – com edição.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo