MARANHÃO

Em Nota Conjunta, secretários de cultura do Litoral Ocidental criticam descaso da SECMA

Eventos como Carnaval e Festejo Junino foram totalmente abandonados pela Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão

Secretários e gestores de cultura de municípios do LitoralOcidental do Maranhão emitiram uma nota conjunta reclamando da atuação da Secretaria de Estado da Cultura (Secma) em relação ao São João de 2024. Segundo o documento, eles chegaram a se reunir com a pasta para discutir o apoio aos arraiais locais em 2024 e o pagamento das atrações de 2023, que ainda não teriam recebido os cachês.

A nota diz que a Secma teria prometido a regularização dos débitos ainda na semana do dia 3 de junho deste ano, o que não aconteceu até o momento.Além do dinheiro não pago, outra queixa é a falta de apoio para a realização de arraiais nas cidades da região.

Os municípios alegam que, quase no fim do período junino,foram informados da não realização das festividades por suspensão do orçamento, ainda que um planejamento inicialtenha sido feito e projetos enviados para aprovação da secretaria estadual.

Confira a nota na íntegra:

Nós, secretários e gestores de cultura dos municípios de Apicum Açu,Bacuri, Serrano do Maranhão, Cururupu, Mirinzal, Cedral, Porto Rico do Maranhão,Guimarães, Central do Maranhão e Bequimão, que formamos o Fórum de Gestores de Cultura do LitoralOcidental Maranhense, viemos a público expressar nossa profunda indignação e repúdio à postura adotada pela Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão (SECMA) durante o processo de planejamento e execução das festividades de São João 2024.

Durante a reunião, o secretário adjunto assegurou que os pagamentos seriam realizados naquela mesma semana. Contudo, após um mês, os grupos de danças ainda não receberam o pagamento prometido.Além disso, foi garantido que durante o período junino, cada município do Litoral Ocidental.

Maranhense seria contemplado com quatro apresentações de grupos culturais enviadas pela SECMA, e que, no mês de julho, Cururupu receberia o arraialregional. Nos foi pedida urgência na organização das programações com os grupos credenciados, conforme solicitado pela SECMA, e entregamos os projetos conforme solicitado.

Apesar de nosso empenho e pronta resposta, não obtivemos retorno da SECMA após a entrega dos projetos protocolados. Apenas no dia 25 de junho de 2024, um dia após o término das festividades de São João, recebemos a resposta de que o orçamento do Estado estava suspenso e que o Litoral Ocidental, assim como algumas outras regiões, não seria atendido. Fato semelhante ocorreu no carnaval de 2024, quando os municípios da região também não receberam as atrações prometidas, ao contrário do ocorrido em 2023, quando cada município foi contemplado com pelo menos duas bandas para animar o carnaval.

Essa falta de comprometimento e consideração da SECMA para com os gestores culturais e os grupos de dança é inaceitável. Fomos orientados a nos organizar e mobilizarrecursos, confiando no apoio prometido, apenas para sermos deixados à mercê de uma decisão unilateral e tardia.

A resposta tardia e a suspensão do orçamento geraram prejuízos financeiros e emocionais para todos os envolvidos, evidenciando um claro descaso com as manifestações culturais do LitoralOcidental Maranhense. Este comportamento reforça a percepção de que as maiores festividades, tanto carnavalescas quanto juninas, são cada vez mais restritas à grande ilha e às brincadeiras apadrinhadas porlideranças políticas estabelecidas na capital do Estado. Enquanto isso, o litoral ocidental, com seu imenso potencial turístico e cultural, é negligenciado,reforçando a desigualdade regional na distribuição de recursos culturais pelo governo do Estado.

Diante dessa situação, exigimos mais respeito e valorização para as manifestações culturais do LitoralOcidental Maranhense. Esperamos que a SECMA reveja suas políticas e tome as devidas providências para corrigir esse grave erro, garantindo que episódios como este não se repitam.

Atenciosamente,

•Sr. Josenilson Ferreira – Secretário de Cultura de Bacuri e presidente do FRLOM
•Sr. Rosinaldo Abreu – Secretário de Cultura de Serrano do Maranhão
•Sra. Ana – Secretária de Cultura de Mirinzal
•Sr. Antônio Marcos – Secretário de Cultura de Guimarães
•Sr. Adeison Reis – Secretário de Cultura de Central do Maranhão
Sr. Rodrigo Martins – Secretário de Cultura de Bequimão
•Sr. Branco Melo – Secretário de Cultura de Cedral
•Sr. Paulinho Fonseca – Secretário de Cultura de Porto Rico do Maranhão
•Sr. Aleanderson Reis Silva – Secretário de Cultura de Apicum Açu

Por Artur Oliveira (Marrapá)

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo