POLÍCIA

Empresário preso pela Polícia Federal assinou contratos de mais de R$ 500 milhões nos governos Flávio Dino e Brandão do MA

Eduardo DP é suspeito de está evolvido em fraude licitatória, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro

O empresário Eduardo José Barros Costa, mas conhecido como Eduardo DP, foi o principal alvo da Operação Odoacro, realizada pela Polícia Federal hoje pela manhã em 5 cidades maranhense. Segundo a Polícia Federal, a operação visar desarticular associação criminosa estruturada para promover fraudes licitatória, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, envolvendo verbas federais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Ainda de acordo com a Polícia Federal, Eduardo DP é apontado como o líder de um grupo criminoso que colocava suas empresas e bens em nome de terceiros, onde possuía contas bancárias vinculadas a CPFs falsos, utilizando-se desse instrumento para perpetrar fraudes e dificultar a atuação dos órgãos de controle.

Eduardo DP é sócio oculto e dono da empresa Construservice – Empreendimentos e Construções Ltda, empresa que possui contratos milionários com o governo do Maranhão. Segundo levantamento da Folha do Maranhão, a empresa possui em torno de R$ 568 milhões empenhando a seu favor, onde R$ 545 milhões foram liquidados e R$ 427.803.972,29 já foram pagos pelo governo do Maranhão, ainda na gestão de Flávio Dino e na continuidade do governo de Brandão, ambos do PSB.

A investigação da Polícia Federal apontou que o esquema envolvendo o empresário é o mesmo desvendado pela Operação Imperador, realizada pela Polícia Civil do Maranhão em 2015.

Eduardo DP é muito próximo ao ex-secretário de infraestrutura do Maranhão, Clayton Noleto, e também do deputado federal Márcio Jerry, ambos do PCdoB. Em suas redes sociais, o empresário faz ampla campanha política para Flávio Dino, onde possui diversas fotos com o ex-governador.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!