BABADO DA SEMANA

Incompetência é a bactéria que destrói a gestão do prefeito de Peri-Mirim

Heliezer Soares precisou de apenas 10 meses para mostrar que sua incapacidade gerencial é maior que seu capital eleitoral

O prefeito da sofrida cidade de Peri Mirim, localizada na Baixada Maranhense, está caminhando para ser o pior gestor na história política do município. Heliezer Soares foi uma aposta errônea da população, que se enganou antes, durante e após as eleições.

O município de pouco mais de 14 mil habitantes, sofre com a péssima gestão de Heliezer Soares, que um dia foi chamado de Heliezer do Povo. Com um péssimo planejamento e cercado de incompetência, o prefeito atrasou salários de servidores da saúde, não paga os fornecedores e a gestão caminha para um caos sem volta. Mais uma vez os perimirienses deram um tiro no pé e outro no peito ao confiar em quem já não tinha a confiança nem do próprio pai.

“Quem penou na gestão de Geraldo Amorim, agora até sente saudades do “Bigodon”, comparado com o que Heliezer vem fazendo nos últimos meses. Os mais alertados, nunca imaginavam que a coisa poderia piorar ainda mais. Quem já conhece de fato a pessoa do Heliezer, jamais votaria nesse homem. Sempre foi pipa voada, arrogante, prepotente, nunca ouviu ninguém. A prova foi que, ao assumir como vice de João Felipe, ao invés de ajudar na gestão, acabou atrapalhando e rompendo, tentando colocar o povo contra o prefeito. Eu tenho minhas dúvidas, mas Heliezer, talvez nem termine esse mandato”, descreveu um morador de Peri-Mirim, que prefere não se identificar.

“O Prefeito Heliezer se perdeu nos primeiros meses de gestão, mal assessorado e arrodeado de alguns cheios de fome e outros com vontade de comer, o resultado é o não pagamento de fornecedores, veículos locados e salários atrasados, o caos administrativo reflete diretamente negativamente na vida dos cidadãos perimirienses. A economia da cidade depende dos servidores municipais e aposentados. Tem empresário em Peri-Mirim, que já fala em fechar as portas, principalmente aqueles que ajudaram ele na campanha. É triste a situação, mas essa é realidade”, destacou um comerciante da cidade.

Um outro morador da cidade foi mais incisivo ao falar das dificuldades enfrentadas na gestão do prefeito Heliezer. “Eu trabalhei vários meses e não recebi sequer a metade. Um pai de família, precisa trabalhar, mas também necessita receber seu salário. Estou passando muita dificuldade, graças a Deus sei trabalhar em outras atividades e isso me garante o básico para minha família, mas devo muito, já que trabalhei e não recebi”, disse o agora ex-funcionário.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo