LUTO

Morre Orlando Duarte, o eclético jornalista esportivo de todas as mídias

O comunicador foi mais uma vítima do novo coronavírus, que Bolsonaro diz ser uma gripezinha

Neste bombardeio de péssimas notícias que estamos recebendo neste triste ano de 2020, a que chegou até mim na manhã desta terça-feira também me deixou muito triste e abalado.

Morreu, aos 88 anos, vítima de Covid-19, Orlando Duarte, meu grande companheiro por aproximadamente três décadas, principalmente do rádio. Orlando estava há três semanas internado em São Paulo-SP lutando contra esta maldita doença.

O “Eclético”, como eu o chamava, por ser um dos jornalistas mais completos de todos os tempos, atuando em inúmeras mídias, funções e modalidades esportivas, marcou diversas gerações de brasileiros.

Afinal, foram “apenas” 14 Copas do Mundo e 10 Olimpíadas, além de décadas e décadas nas TVs, nas rádios, nos jornais, nos livros e, mais recentemente, na internet.

Ê, Orlando, vá em paz, meu amigo!

E que Deus te pague por tudo que você fez por mim.

Um grande abraço para os filhos, netos e para a guerreira Conceição, que sempre esteve ao lado do querido “Eclético”.

Abaixo, eu compartilho com vocês o meu último bate-papo com o querido Orlando, que aconteceu em agosto de 2018, durante o “Domingo Esportivo Bandeirantes”, e dezenas de emocionantes imagens de sua incrível carreira.

Por Milton Neves

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo