ALCÂNTARA

Prefeitura de Alcântara realiza II Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional

Este ano foi usado o tema: Reconstruindo a Política de Segurança Alimentar e Nutricional em tempos de Crise

A prefeitura de Alcântara, por meio do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, promoveu no último dia 08 de novembro, a 2° Conferência Municipal Segurança Alimentar e Nutricional, que este ano trouxe o tema “Reconstruindo a Politica de Segurança Alimentar e Nutricional em tempos de Crise”. O evento aconteceu na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alcântara e contou com a presença da Primeira Dama do município, Maria da Conceição Alves Diniz.

O evento serviu para a construção e planejamento e reuniu pessoas de várias comunidades da Sociedade Civil Organizada, Secretariado Municipal, Agricultores Familiares, representantes do Restaurante Popular e da Cozinha Comunitária Quilombola do Marudá. Ao final do debate foi realizada a eleição dos representes de Alcântara-MA que participarão da Conferência Estadual a ser realizada em 2023.

Em sua participação, a Primeira Dama Maria da Conceição Alves Diniz, expressou a importância do desenvolvimento da agricultura familiar e citou que mais Associações necessitam estar organizadas para venderem produtos à programas como o PROCAF, para o Restaurante Popular e a Cozinha Comunitária Quilombola. “A gestão tem total interesse em fortalecer a Agricultura Familiar. Presenciamos fortalecer a entrega das Cestas Verdes de Alimentos, que fazem a diferença para muitas famílias alcantarenses”, descreveu a esposa do prefeito Nivaldo Araújo.

A secretária de Desenvolvimento Social, da Mulher e da Igualdade Racial, Gleide Daniela de Jesus Costa, falou da satisfação e da participação na construção desse diálogo com o Conselho, Agricultores e representantes da gestão municipal. “A Conferência traz a possibilidade de reflexão, de construção e elaboração de respostas que atendam às demandas existentes no município. Falar em Segurança Alimentar e Nutricional é pensar em alimento de quantidade e em qualidade na mesa da nossa população. É projetar o poder de compra, trabalhar mudança de hábitos alimentares e buscar qualidade de vida”, descreveu Gleide Daniela.

Ao final das atividades o presidente do COMSEA, Erenaldo França Pereira (Tivico), agradeceu e manifestou gratidão pela contribuição e participação da plenária. “Um dia de trabalho, uma missão iniciada a ser cumprida. Fica registrado o desafio para implantação do SIM (Sistema de Inspeção Municipal) em Alcântara”, destacou Tivico.

PROGRAMAÇÃO

A programação contou com a apresentação dos Painéis: 1) Cozinha Comunitária Quilombola do Marudá, pela Nutricionista Mayara Mônica Soares Amorim, 2) Restaurante Popular, pela Nutricionista Valéria Raquel Sousa do Nascimento; 3) Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional e o PNAE, pela Assistente Social Vanessa Silva Oliveira; 4) Política de Assistência Social X Política de Segurança Alimentar e Nutricional, pela Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, da Mulher e da Igualdade Racial, Gleide Daniela de Jesus Costa e 6) COMSEA em Ação.

A Secretária Executiva do COMESA, Vanessa Silva Oliveira, proferiu a Roda de Conversa com a Tema da Conferencia e seus respectivos eixos, onde os relatores começaram a expor as produções de cada eixo, havendo emendas, questionamentos e muita participação da plenária, com a eleição que elegeu o Delegado
Suplente do Poder Público para Conferência Estadual.

Dentre os 80 participantes, o evento teve a participação de 05 Conselheiros do Poder Público e 05 Conselheiros da Sociedade Civil. Vale ressaltar que o Conselheiro Magno Roberto Diniz Pereira, representante do Poder Público. A Secretaria Municipal de Agricultura, Aquicultura, Pesca e Abastecimento participou da Conferência Regional de Segurança Alimentar e Nutricional realizada em São Luís-MA e será o único delegado na Conferência Estadual a ser realizada em 2023.

Com o tema Segurança Alimentar e Nutricional em tempos de crise“, foram feitas as seguintes palestras: 1. A Conselheira Vanessa Silva Oliveira sobre a necessidade de fomentar mais iniciativas no tocante a organização dos agricultores familiares e disseminação de informações de editais que beneficiem as associações de produtores e documentações úteis para os agricultores (CAF antiga DAP) e da Associação. Nesse contexto citou o incentivo realizado por Programas do Governo do Estado realizado através da Secretaria de Agricultura Familiar e a falta de comprometimento do atual Governo Federal, citou que o presidente assinou medida provisória que retirou, entre outros poderes, a autonomia do CONSEA em convocar conferências nacionais e culminou na extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Abordou a extinção do PAA e a insegurança trazida pelo Programa Alimenta Brasil. Retomou a discussão trazida pela apresentação do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional sobre a avaliação do Plano Municipal de SAN e relembrou alguns avanços “Aumento da demanda da Cozinha Comunitária, Fortalecimento da Agricultura Familiar, Garantia do fornecimento dos produtos a rede assistencial, Preservação dos hábitos alimentares das comunidades tradicionais, Validação do espaço democrático e da participação social na construção coletiva e Fortalecimento das Políticas Públicas de SAN.”

Veja o relatório completo clicando AQUI…

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!