NOTÍCIAS

Redes sociais trumpistas patrocinam evento organizado por Eduardo Bolsonaro

Uma delas é o Parler, que chegou a ser removida dos domínios do Google, Apple e Amazon

A versão brasileira do CPAC, evento trumpista e que no Brasil é organizado por Eduardo Bolsonaro, tem três patrocinadores acusados de servir de meio para propagação de notícias falsas. Dois deles são redes sociais ligadas ao trumpismo: o Parler e a Gettr.

O Parler chegou a ser removido dos domínios do Google, Apple e Amazon, após ser apontado como colaborador da invasão do Capitólio em janeiro.

Criada por Jason Miller, que foi porta-voz de Donald Trump, a Gettr também é comumente associada à propagação de fake news, pela falta de moderação no conteúdo publicado pelos usuários.

O evento conta ainda com o patrocínio do Terça Livre, blog bolsonarista ligado a Allan dos Santos, alvo de dois inquéritos no STF para apurar a disseminação de notícias falsas e que foi denunciado pelo MPF por ameaçar ministros do STF.

Por Naomi Matsui

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!