POLÍTICA

Sistema Mirante paga alto salário a jornalista ou o funcionário de Fernando Sarney está servindo se LARANJA para o Palácio dos Leões?

Pelo visto o Sistema Mirante de Comunicação paga super bem aos seus jornalistas, já que existe profissional da empresa que passou a pagar pesquisa eleitoral com cifras altíssimas mensalmente

Tem coisas que só acontecem na política do Maranhão. Nos últimos meses inúmeras pesquisas eleitorais foram registradas e divulgadas praticamente semanalmente. O que deixa muita gente de cabelo em pé, são as pessoas que aparecem como contratantes das pesquisas, muitas são empregadas de carteira assinada e não ganham salários milionários, o equivalente para pagarem cifras altíssimas a Institutos de Pesquisas, como tem acontecido nos últimos meses. O que mais parece são pessoas possivelmente emprestando seus CPF´s a pré-candidatos para registrarem pesquisas, muitas vezes suspeitas. Veja documento abaixo.

Uma pesquisa pelo Instituto Econométrica foi contratada pelo jornalista do Sistema Mirante de Comunicação, Gilberto Léda, maior crítico do governo Flávio Dino e agora passou a ser um dos blogueiros do governo Carlos Brandão, mesmo tendo colecionado inúmeros processos dos camaradas governistas.

 

A pesquisa foi contratada para ser divulgada nos próximos dias e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o código MA-06813/2022. O novo levantamento pretende apurar, também, as intenções de voto para deputados federais e estaduais, além das disputas ao Governo e Senado. Veja o registro abaixo.

Uma novidade neste novo levantamento em relação ao anterior é o valor pago pelo serviço, 65% menor que o custo da primeira pesquisa, também paga por Gilberto Léda, que ouviu número de entrevistados similar. O que ninguém entendeu até agora qual o teor da promoção feita pela Econométrica. Pelo visto, pagando a primeira pesquisa que custou algo em torno de R$35 mil reais, a segunda sairia com 65% de desconto.

O estranho nessa treta toda é por qual motivo um jornalista assalariado estaria pagando cifras altas por uma pesquisa eleitoral, mesmo não estando concorrendo ao pleito. Seria uma espécie de LARANJA do Palácio dos Leões, mesmo após ter sido achincalhado, muitas vezes pelo próprio Secretário de Comunicação de Carlos Brandão? É bom que se fique de olhos abertos, já que isso não é comum em nenhum outro lugar do mundo.

PESQUISA PARAGUAIA FEITA NO BRASIL

A primeira pesquisa Econométrica, da Série “Léda paga Tudo”, foi registrada sob o código MA-02589/2022, que seria divulgada Dia de São João, no mês de junho, acabou tendo seu registro cancelado. o Jornalista Gilberto Léda, contratante do levantamento, teria solicitado um novo registro de pesquisa eleitoral para o Governo do Estado. Seu valor, novamente tendo contratado o instituto Econométrica, foi de R$ 35 mil reais. O que ninguém sabe até hoje, foi se o valor teria sido pago duas vezes ou se o dono da Econométrica teria feito uma caridade ao jornalista. O certo, mesmo é que Léda parece está nadando em dinheiro ou servindo de LARANJA para o Palácio dos Leões. Será que tem treta nessa história?

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!