MARANHÃO

Veja os “novos” ferryboat “velhos” que vão fazer a travessia Ponta da Espera/Cujupe

Empresa paraense que ganhou licitação parece fazer “reciclagem” de ferryboat velhos pra conseguir montar sucatas

A empresa paraense Celte Navegação, vencedora do certame para explorar o serviço de travessia marítima entre a Ponta da Espera, em São Luís e Cujupe, em Alcântara, está se preparando a todo vapor para conseguir montar embarcações “novas” feitas de ferry velhos. A tendência é que os usuários terão mais dores de cabeça, já que as embarcações estariam sendo adaptadas.

Informações dão conta que, pelo menos duas embarcações estariam sendo adequadas para que sejam transformadas em ferryboat e fazer o percurso das viagens entre a Ilha e a Baixada Maranhense. Pelas imagens publicadas, as mudanças serão apenas de cores e operadoras, já que embarcações velhas continuarão operando na baía de São Marcos.

Os “novos” ferrys “velhos” estão recebendo serviços de lanternagem e pintura para tentar dar uma boa impressão aos usuários e de inicio burlar a fiscalização. A empresa quer garantir embarcações modernas e aptas a oferecer segurança e conforto aos passageiros e para o embarque e desembarque de caminhões, carretas e veículos de pequeno porte. Mas pelo visto, ainda não será desta vez, já que as embarcações já são velhas e bastante sucateadas.

O serviço de lanternagem, popularmente chamado de “garibada” está sendo realizado em Icoaraci, um dos oito distritos, localizados na Região Metropolitana de Belém-PA. Pelo visto, os usuários vão continuar sendo humilhados na travessia Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera.

Vale dizer que a precariedade nesse serviço de travessia marítima tem se agravado e provocado transtornos a cada dia. Desde domingo (15), por exemplo, a Serviporto não está operando, pois o ferry Cidade de Araioses, único em funcionamento, está parado para manutenção.

Fotos: E.S.S – Por Walkir Marinho

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!