BABADO DA SEMANA

Alô Procon-MA: Passagens para Ferry Boat vendidas pela internet são cobrados 12% a mais do valor de tabela

A agência Bom Bordo, além de cobrar taxa de 12% em cima do valor da passagem, não parcela os valores no cartão de crédito

Atravessar via ferry boat de São Luís para Cujupe-Alcântara pela baía de São Marcos, além de arriscar a vida em embarcações velhas e sem manutenção, o passageiro se quiser comprar passagem antecipada pela internet através do site ibombordo.com.br, ainda é obrigado pagar taxa de 12% do valor da passagem. Comprando ida e volta, o passageiro paga 24% a mais em cima do valor de tabela. Para piorar a vida do passageiro, o site não dá opção de parcelar no cartão de crédito. Tudo é a vista, tanto na Internacional Marítima, quanto na Servi Porto.

Não se sabe se o Procon-MA presidido pela advogada Káren Barros, já sabe sobre essa cobrança abusiva, o certo mesmo é que o órgão precisa agir urgentemente em favor do consumidor, que é praticamente obrigado a pagar essas taxas abusivas. Para se ter uma ideia, o valor da passagem de um carro de passeio custa de acordo com a tabela de preços, R$77,00. Mas se comprar via internet, são cobrados mais R$9,24 a mais por cada bilhete, passando o valor para R$86,24. Somando tudo, o valor da passagem sobe para 172,48 ida e volta.

Além disso as empresas que administram as embarcações, colocam venda de passagem em espaço físico, mas não vem em qualquer horário, principalmente nos terminais de embarque. Os guichês abrem uma hora antes dos embarques de cada empresa. Um serviço ruim e o Procon, assim como a MOB fecham os olhos para esse tipo de abuso aqui no Maranhão.

 O faturamento é alto com a venda de passagens pela internet, levando em conta a cobrança de 12% a mais por uma passagem. Mesmo comparando ida e volta, a Bombordo não alivia aos consumidores e cobra dobrado.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo