BABADO DA SEMANA

Assessor de Bolsonaro ganha R$13 mil para compartilhar ódio nas redes sociais

O assessor da Presidência da República recebe esse salário para comandar milícias virtuais de Bolsonaro

Em teoria, Tércio Arnaud Tomaz (um dos homens de confiança de “Carluxo“), ganha salário de R$13.036,00 reais como assessor especial da Presidência da República. Na prática, sua função, hoje é comandar os virulentos perfis da milícia virtuais de Jair Bolsonaro. Uma mostro de que o dinheiro público vem sendo utilizado para disseminar ódio, desinformação e guerra política nas redes sociais.

É a nova forma de fazer política idealizada por Jair Bolsonaro, que já ultrapassa os 30 anos como político profissional e nunca fez nada para livrar o Brasil da situação que se encontra hoje. Foi deputado federal por 28 anos, eleito para fiscalizar o executivo federal, mas nunca fez uma denúncia sequer, apenas recebia seu salário e suas regalias.

Por Maurício Lima (Radar/Veja)

Continue lendo no site da Veja…

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close