ELEIÇÕES

Bolsonaro pede voto para sua ex-funcionária “Wal do Açaí’

"Wal do Açaí’, é apontada como funcionária fantasma de Jair Bolsonaro

Em live semanal nas redes sociais nesta quinta-feira (5), Jair Bolsonaro dedicou os primeiros minutos da transmissão para fazer propaganda política e pedir votos para candidatos a vereador e prefeito em várias cidades do país. Uma das primeiras candidatas citadas foi Walderice Santos da Conceição, conhecida como ‘Wal do Açaí’ e  investigada  por ter sido funcionária fantasma no período em que “assessorou” Jair Bolsonaro na Câmara Federal.

Wal constou nos registros da Câmara como assessora parlamentar do presidente no período em que ele era deputado federal. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ela registrou sua candidatura para vereadora em Angra dos Reis (RJ) como “Wal Bolsonaro”.

“Obrigação minha, pelos excelentes serviços que ela prestou para mim na região. O deputado pode ter servidor comissionado em qualquer local do seu estado, não é apenas na capital, e também aqui em Brasília”, disse Bolsonaro. “Quem puder votar na Wal em Angra dos Reis, eu agradeço aí.”

Bolsonaro também pediu votos para Carlos Bolsonaro (Republicanos), o filho 02, que tenta reeleição na Câmara Municipal do Rio. “É um dos responsáveis pela minha eleição como presidente da República. Em consequência disso, ele é terrivelmente perseguido pela mídia”.

Para a prefeitura do Rio de Janeiro, o presidente voltou a demonstrar apoio a Marcelo Crivella (Republicanos), que tenta se reeleger. “Tem mais coisa positiva do que negativa em seu governo”, disse ele, que recebeu Crivella no Palácio da Alvorada na semana passada. Em São Paulo, demonstrou apoio a Celso Russomanno, também do Republicanos. “Uma pedida é o nosso prezado Celso Russomanno”.

Ao comentar a eleição suplementar que vai ocorrer em Mato Grosso, para o Senado, Bolsonaro reforçou o apoio a Coronel Fernanda (Patriota). “Tem excelentes candidatos no Senado em Mato Grosso. (…) Pelo menos mais dois bons candidatos no Senado nós temos em Mato Grosso, mas no momento como é uma vaga só eu estou com a coronel Fernanda”, disse. “Quem puder colaborar com ela, eu agradeço.”

Como mostrado pelo site Congresso em Foco, dos 11 candidatos interessados em ter um assento no Senado até 2026, uma possui apoio público de Bolsonaro e outros três buscam colar sua imagem ao presidente:  o senador “tampão” Carlos Fávaro (PSD), o deputado federal José Medeiros (Podemos) e o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB).

Em razão da pandemia de covid-19, o pleito municipal foi adiado e ocorrerá no próximo dia 15. Em cidades com mais de 200 mil eleitores, pode haver segundo turno para eleger o chefe do Executivo local. A data do segundo turno é 29 de novembro.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo