NOTÍCIAS

Câmara de Peri-Mirim consegue 5 assinaturas e abre CPI para investigar prefeito Heliezer

Mesmo tentando abortar a CPI, Heliezer Soares, não conseguiu e pode ser afastado do cargo a qualquer momento

Os vereadores do município de Peri Mirim, na Baixada Maranhense, decidiram, nesta segunda-feira (13), abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar o prefeito Heliezer Soares (PCdoB), acusado de desvio de verba pública e contratos milionários suspeitos.

O pedido de abertura da PCI contou com a assinatura de 5 (cinco), dos nove vereadores do parlamento atual. Com isso, 60% da Câmara Municipal está do lado do povo e contra os desmandos do atual gestor, que usou um discurso de mudança, mas acabou fazendo pior que seu antecessor.

O objetivo é investigar a existência de desvio de verba pública através de contratos obscuros que somam cifras milionárias celebrados em várias secretarias da gestão Heliezer, com serviços que nunca chegaram à população, além de outras mazelas da gestão, a CPI pode pedir o afastamento do prefeito para evitar manipulações durante as investigações.

A abertura da CPI contou com as assinaturas dos vereadores: Telma Penha (PSL), Cleomar Pereira e Chico Grande, ambos do PCdoB – partido do prefeito Heliezer, Marcos Bordalo (MDB) e Dr. Charles (MDB). Não assinaram e foram contrários a abertura da CPI, os seguintes vereadores:  Joubert (PDT), Otoniel Coqueiro (PDT), Pablo Gomes (PDT), e Iury Serrão (PDT), este último irmão do prefeito Heliezer e presidente da Câmara Municipal.

Os trabalhos da CPI que a partir desta segunda-feira 13|12|2021, passam a valer, tem como presidente o vereador Dr. Charles Antoine (MDB) e na relatoria ficou o vereador Cleomar (PCdoB).

Com a abertura da CPI, Heliezer Soares corre sério risco de perder o mandato e entrar para a história como o prefeito com menor tempo de gestão no município de Peri-Mirim. Agora é só aguardar o desdobramento dessa novela, que pode virar um filme.

Por Vandoval Rodrigues

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!