BABADO DA SEMANA

Caminhão com excesso de peso atola na saída do Ferry Boat no Porto de Cujupe

A ação aconteceu na manhã desta terça-feira (22), ao desembarcar do Ferry Boat no terminal de Cujupe

A falta de uma balança para pesar veículos grandes antes do embarque nos terminais da Porta da Espera e Porto de Cujupe, pode ser a desculpa para uma tragédia já anunciada tanto no embarque, quanto no desembarque, já que veículos pesados, as vezes com excesso de peso, acabam embarcado com muita dificuldade e desembarcando com mais dificuldade ainda, já que ao desembarcar o veículo precisa subir uma rampa e muitas vezes está pesado e com pneus em desuso. Talvez uma balança e uma fiscalização rigorosa poderia ser a solução para esse problema, que já virou rotina na travessia São Luís/Cujupe/São Luís.

Na manhã desta terça-feira (22), um caminhão carregado de cimento embarcou na Ponta da Espera em São Luís com destino a Baixada Maranhense. Ao desembarcar no Porto de Cujupe, o veículo que estava muito pesado, acabou deslizando na rampa e teve que ser puxado por um guindaste. Vários sacos de cimento foram jogados no mar para tentar deixar o caminhão mais leve. Voluntários tentaram ajudar descarregar o veículo para evitar um prejuízo ainda maior.

O G7 entrou em contato com a MOB, e o presidente do órgão, Lawrence Melo Pereira, disse que o caminhão viajou às 3h da manhã de São Luís para Cujupe. Segundo Lawrence Melo, ao desembarcar, em razão de estar com sobrecarga, não teve potência para subir a rampa. Precisou ser guinchado para desobstrução e acabou atrasando o embarque, causando atraso nas viagens do dia. A equipe da MOB trabalhou para normalizar a situação e não causar transtornos ao passageiros.

Com essa situação causada por esse veículo com sobrecarga, as autoridades estaduais deveriam com urgência, tomar as devidas providências, como implantar um balança nos Portos da Espera e Cujupe, evitando novos transtornos e uma possível tragédia, já que caminhões com sobrecarga é perigo também na travessia da baía de São Marcos. É bom não deixar acontecer uma tragédia para solucionar uma problema antigo.

A rampa também parece fraca para esse tipo de desembarque, já que o concreto não é dos melhores e ainda estava cheia de limo, devido a maré e por ser no período da madrugada, o que dificulta ainda mais a subida de veículos pesados. Pelas imagens, os pneus do caminhão parecem está desgastados, o que pode ter ocasionado o deslizamento a rampa.

O certo mesmo é a consciência do condutor e principalmente do responsável pelo carregamento de um veículo desse porte, que poderia ter afundado, perdido toda carga e causado uma tragédia maior. Não basta as autoridades estarem 24h fiscalizando marmanjos, é necessário ter consciência e respeitar as leis. Simples Assim!

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo