BABADO DA SEMANA

César Pires revela detalhes da reunião entre Dino e aliados após 1º turno da eleição em São Luís

O deputado estadual do Partido Verde, classificou Flávio dino, como autoritário, arrogante e prepotente

O deputado estadual César Pires (PV – foto), aliado da família Sarney, fez esta semana na Assembleia Legislativa um pronunciamento revelador e que detalha como se deu uma reunião entre o governador Flávio Dino (PC do B) e alguns de seus aliados após o resultado do primeiro turno da eleição em São Luís.

O prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos), na ocasião, iria disputar o segundo turno com o deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos), a quem Dino declarou apoio horas após as urnas confirmarem o nome do ex-presidente do Procon.

Segundo Pires, que não participou do encontro no Palácio dos Leões, mas garante ter obtido as informações de políticos que nela estavam, o governador, de forma autoritária, exigiu que seus aliados apoiassem Duarte.

O senador Weverton Rocha (PDT); o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), que ficou em terceiro lugar no primeiro turno; os deputados federais Pedro Lucas Fernandes (PTB) e Juscelino Filho (DEM); o prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PSB); e o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Erlanio Xavier (PDT), estavam presentes no encontro.

Todos, de acordo com o parlamentar verde, negaram-se a seguir a determinação de Dino.

“Sem sequer discutir a opção pelo seu candidato, o governador não queria dar a seus aliados o direito de escolha, mas recebeu um duro não do senador Weverton Rocha e dos deputados Neto Evangelista, Juscelino Filho e Pedro Lucas, do prefeito de Timon, Luciano Leitoa, e do presidente da Famem, Erlânio Xavier”, disse César Pires.

Mesmo não participando da reunião no Palácio, o presidente da Assembleia, Othelino Neto (PC do B), e o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), também resistiram à pressão do governador e ficaram neutros na disputa pela Prefeitura.

“A guerra foi lançada no Palácio dos Leões e abafada. Houve discussão e muita pressão, mas os aliados do governador se recusaram a ceder aos seus caprichos. Flávio Dino não escuta conselho de ninguém: é um déspota, arrogante e prepotente, que por tudo isso já está vendo seu governo definhar”, completou Pires.

Nenhum dos citados pelo deputado optou por se pronunciar até o momento acerca das revelações.

Por Gláucio Ericeira

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo