BABADO DA SEMANA

Chefe da Secom de Bolsonaro é exonerado do cargo

Wajngarten tentou ficar até o último minuto, mas está demitido

Fábio Wajngarten desembarcou hoje no Brasil depois de alguns dias em Israel integrando a chamada “comitiva do spray anti-Covid” para viver suas últimas horas como chefe da Secom, cargo que ocupa desde 2019.

O Diário Oficial de amanhã estampará sua demissão e a nomeação do almirante Flávio Rocha para o seu lugar. Rocha acumulará a Secom com o seu posto atual, o de chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos.

Wajngarten tentou desesperadamente na última semana reverter a decisão de Fábio Faria de sacá-lo da Secom. Ligou para todos os bolsonaristas raiz que conhecia, falou com o trio Flávio, Carlos e Eduardo, insistiu com o próprio Jair Bolsonaro. Não conseguiu, porém.

Terá que se contentar com uma assessoria — ainda não definida — longe do Palácio do Planalto.

Por Lauro Jardim

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo