LEGISLATIVO

Coletivo Nós diz que Prefeitura precisa aplicar princípio da impessoalidade com vereadores

Discurso também deu destaque ao Dia do Taquígrafo, profissão indispensável ao funcionamento da Câmara.

Durante sessão ordinária nesta terça-feira (3), o vereador Jhonatan Soares, do Coletivo Nós (PT), criticou o prefeito Eduardo Braide (sem partido) por não ter convidado indistintamente a todos os parlamentares para se fazerem presentes em reunião realizada na noite da última segunda-feira (2). Soares afirmou que o Coletivo Nós não recebeu convite e destacou que o Poder Público precisa agir com o princípio da impessoalidade.

“O gestor público não pode fazer distinção de pessoas. Quando o prefeito aprender esse princípio aí então poderemos ter uma conversa para pautar a cidade. Nós nunca desrespeitamos ninguém, nenhum secretário dessa gestão, nem mesmo aqueles com quem mais discordamos. O que a gente exige é respeito ao nosso mandato”, afirmou.

Jhonatan Soares afirmou que a harmonia entre os poderes, tão discutida pelos parlamentares, não pode acontecer quando se faz distinção dos vereadores em função de discordâncias políticas.

“Não estamos aqui para sermos amigos de ninguém, exceto do povo”, disse.

O co-vereador também destacou que, nesta terça-feira, comemora-se o Dia do Taquígrafo, profissão indispensável para o funcionamento da Câmara e prestou homenagem aos profissionais da Casa, reforçando a necessidade de valorização.

“Neste dia de hoje queremos relembrar que os taquígrafos e taquígrafas desta Casa merecem respeito, dignidade e valorização, com salários mais dignos e um espaço melhor para trabalharem. Parabéns a esses profissionais tão importantes para o funcionamento da Casa do Povo”, disse.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!