BABADO DA SEMANA

Dívida do pastor RR Soares com a Receita Federal compraria 100 mil respiradores da USP

A dívida de R$ 144 milhões de reais do pastor que Bolsonaro quer “perdoar” faria um “milagre” na compra de respiradores

O presidente Jair Bolsonaro pressiona a Receita Federal a perdoar uma dívida milionária de cultos evangélicos. O valor da dívida daria para comprar 100 mil respiradores que serviria para salvar vidas de pessoas infeccionadas pelo novo coronavírus.

Segundo a Revista Fórum, a Igreja Internacional da Graça de Deus, fundada pelo pastor R. R. Soares, acumula R$ 144 milhões em dívidas na Receita Federal, além de dois processos de R$ 44 milhões no órgão.  Mesmo assim, Bolsonaro quer que essa dívida seja perdoada.‌

‌Segundo o colunista da Revista Fórum, Cleber Lourenço, ele teria feito uma pesquisa sobre o custo dos respiradores comprados pelo ministério da saúde e descobriu que no começo de abril, a pasta comprou mais de 15 mil respiradores pelo valor de R$ 13 mil reais cada.

De acordo com Cleber Lourenço, parte de um investimento de mais de um bilhão de reais para o combate ao coronavírus foi usado na compra desses respiradores.‌

Segundo Cleber, colocando este valor na ponta do lápis, o dinheiro nas mãos do pastor e que deveriam estar no Estado brasileiro comprariam mais exatos 14.461 respiradores.

‌A conta vai ainda mais além, quando descobrimos que a Universidade de São Paulo (USP) desenvolveu respiradores de baixo custo, no valor de R$ 1 mil. Com esse valor seria possível comprar 188 mil respiradores.

Com esse valor também seria possível pagar o auxílio emergencial de mais de 240 mil famílias.

Enquanto Bolsonaro diz “é daí “para os mortos pelo covid-19 e seus familiares, segue atento e prestativo para outros seguimentos mais abastados da sociedade.

Por Cleber Lourenço

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo