POLÍCIA

Dois detentos que fugiram de presídio foram mortos em confronto com a polícia do Maranhão

Eles entraram em confronto com policais do 10º Batalhão de Pinheiro, na Baixada Maranhense

Dois dos cinco detentos que fugiram da Unidade Prisional de Pinheiro, a 113 km de São Luís, morreram após entrar em confronto com a Polícia Militar no início da noite dessa sexta-feira (29).

Os detentos fugitivos foram identificados como Benedilson Silva Mafra, de 27 anos; Alex Gomes Bittencourt, de 25 anos; Antônio Faustino Silva Pinheiro, de 32 anos; Carlos Eduardo Gomes Bittencourt, de 22 anos; e Silas Lima Silva, de 34 anos.

Os dois mortos no confronto com PMs foram Carlos Eduardo Gomes Bittencourt, natural de São Bento; e Alex Gomes Bittencourt, natural de Palmeirândia.

Segundo informações da PM, por volta das 11h, a polícia penal de Pinheiro informou ao quartel do 10º Batalhão de Polícia Militar (BPM) que cinco criminosos de alta periculosidade haviam fugido do presídio da cidade por um buraco feito no muro do local, que fica às margens da MA-106.

De imediato, os policiais militares acionaram a equipe do Grupo de Operações Especiais (GOE) para que colaborasse com as buscas pelos fugitivos. Por volta das 14h, a equipe do GOE recebeu informações de que três dos cinco detentos haviam sido vistos no povoado Cajazeiras. Eles estariam tentando sair do povoado pelo rio dos Peixes.

O GOE foi até a localidade, por volta das 17h, e iniciou as buscas pela região de mata do povoado. Por volta das 19h, eles localizaram os três fugitivos, que estavam com um facão em punho.

Segundo a PM, os policiais deram voz de prisão para o trio, pedindo que se rendesse, mas um deles, Benedilson Silva Mafra, conseguiu fugir do cerco policial. Já os outros dois atacaram a guarnição e acabaram sendo baleados.

A PM informou, ainda, que os fugitivos baleados durante o confronto receberam os primeiros socorros no local e depois foram encaminhados, com vida, para o Hospital Regional Dr. Antenor Abreu, em Pinheiro, mas a dupla acabou morrendo no pronto-socorro.

As guarnições continuam em diligências para tentar localizar e prender os três detentos que continuam foragidos.

Por Gilberto Lima

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!