BABADO DA SEMANA

Edilázio Júnior pra criticar Flávio Dino, acha que lockdown é um antibiótico

O deputado federal só está na política por ter uma sogra muito famosa no judiciário maranhense, já que não faz nada pelo povo

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD), acha que nas redes sociais todo mundo é igual a ele. Sem ter o que publicar, já que não tem trabalho algum para mostrar ao povo maranhense, o genro de Nelma Sarney aproveitou a pandemia do novo coronavírus para dar uma puxada forte no saco de Bolsonaro ao criticar Flávio Dino sobre o lockdown que foi ordenado pela justiça. Sem saber como criticar o Governador do Maranhão, Edilázio confunde lockdown com antibiótico. Para o deputado federal, durante o lockdown era para os infectados pela Covid-19 ficarem todos curados.

“Depois da confusão do lockdown que não teve nenhum resultado significativo, teremos agora o complicado rodízio de carros que vai durar apenas 04 dias. Com uma lógica questionável, carros com placas em terminação ímpares em dias pares, e carros com placas pares em dias ímpares. O governo comunista mesmo quando pode facilitar, complica ainda mais”, disse Edilázio em sua página na rede social Facebook às 21h17 do dia 08 de maio.

Mais cedo às 15h46 também do dia 08 de maio, Edilázio Júnior já havia usado sua página para fazer uma publicação que criticava justamente o lockdown. “O lockdown está dando “tão certo” que o governador já anunciou que não haverá prorrogação. Uma medida que pelo visto foi ineficaz, trouxe o caos e o pânico, sem nenhum resultado prático”, disse o deputado inexpressível eleito debaixo das asas da sogra.

Às 15h33, também do dia 08 de maio, Edilázio mostrou que seu trabalho no Facebook era importante, já que no plenário da Câmara Federal seu mandato é apagado e não tem o que mostrar e fez nova publicação sobre o lockdown. Desta vez o deputado federal incentivava que a população saísse de casa para ser contaminado pelo Covid-19, já que ele chamou o lockdown de circo e classificou o isolamento social como prisão domiciliar. “Pela incompetência da administração comunista de Flávio Dino em assegurar atendimento de saúde a população, os habitantes de São Luís, são punidos com prisão domiciliar”, destacou Edilázio Júnior, que esqueceu que já foi puxa saco de Roseana Sarney na Assembleia e nunca se preocupou com a saúde do povo, já que declaradamente disse não gostar de pobres.

Já no dia 06 de maio, ás 16h41, Edilázio Júnior foi além do que o povo já conhece dele. Simplesmente para criticar Flávio Dino e o juiz Douglas de Melo Martins, ele elogiou os governadores do Ceará e Pará pelo lockdown naqueles estados.

“Os governadores do Pará e do Ceará tiveram a coragem e a responsabilidade para determinar tal medida em seus respectivos estados. Infelizmente no Maranhão, o lockdown foi mal planejado e executado, causando muito mais problemas do que soluções. ⁣Tudo para autopromoção do governador a nível nacional, e do juiz que aproveitou os 15 minutos de fama para fazer lives com pré-candidatos a prefeitos aliados a Flávio Dino”, disse Edilázio, que puxa o saco de Bolsonaro, com o objetivo de galgar cargos federais para seus aliados no Maranhão, já que o PSD faz parte da cota do Centrão. ⁣

Como o povo do Maranhão pode votar em um cara que odeia pobres, já que é contra a construção de um porto flutuante no Espigão Costeiro, onde passariam diariamente milhares de passageiros da Baixada Maranhense?

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo