BABADO DA SEMANA

Edivaldo Holanda Júnior trai Flávio Dino e PDT a pedido do pai

O ex-prefeito de São Luís se aliou ao Sarneyzismo com a promessa de ser candidato ao governo

A trajetória política de Edivaldo Holanda Júnior tinha tudo para ser diferente dos demais políticos tradicionais do Maranhão. Só que o ex-prefeito de São Luís passou 8 anos no comando da capital maranhense e sequer montou um grupo político para galgar voos mais altos. É bom lembrar que o filho de Edivaldo Holanda Braga só chegou ao Palácio La Ravardiere, graças a liderança Flávio Dino.

Em sua reeleição em 2016, Edivaldo Holanda Júnior fez história na política brasileira, como único prefeito a ser reeleito sem fazer nada em seu primeiro mandato. Em seu segundo mandato de prefeito, Edivaldinho só permaneceu no Palácio La Ravardiere, graças a liderança de Weverton e Flávio Dino, que conseguiram unir as lideranças políticas, incluindo vereadores em torno da reeleição.

Como pagamento, Holandinha deu um presente grego ao padrinho. Edivaldo Holanda Júnior traiu Flávio Dino e deixou o Partido Democrático Trabalhista por birra, com um único objetivo, passar para o lado da oposição a seu padrinho Flávio Dino. Para fechar com chave de ouro a traição, Edivaldo Holanda Pai está levando Holandinha para se filiar ao PSD, partido comandado pelo Serneyzista Edilázio Júnior, maior crítico da gestão Dino.

Sem mandato, sem grupo político consistente, Edivaldo Holanda Júnior que teve 8 anos para se prepara para 2022, vai manter por muito tempo a fama de traidor e se não tomar uma decisão urgente, pode cair no ostracismo e ser o próximo Tadeu Palácio da política ludovicense.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo