POLÍCIA

Eduardo DP teria pago R$ 121 mil para sair da cadeia, se fosse pobre, ainda estaria hospedado em Pedrinhas

Empresário preso pela Polícia Federal, estaria com um ficha corrida de supostos crimes com dinheiro público

O empresário Eduardo José Barros Costa, conhecido por Eduardo DP ou Imperador, teria pago R$ 121,2 mil como fiança para conseguir a liberdade provisória e sair da cadeia. Pelo visto, se fosse um pobre, ainda estaria hospedado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na zona rural de São Luís-MA.

Preso dia 20 de julho pela Polícia Federal (PF), o empresário que também é acusado de ser agiota foi posto em liberdade na noite do último sábado, 23, após o pagamento de fiança no valor de 100 salários mínimos, o que para quem fatura milhões em contratos com o Governo do Maranhão, por meio das secretarias de Infraestrutura e Cidades, através de sua empresa, o valor da fiança teria sido uma merreca.

Mesmo em liberdade, Eduardo DP está sendo monitorado por meio de uma tornozeleira eletrônica e terá que cumprir obrigações como permanecer em casa durante a noite e nos finais de semana e também se apresentar todos os meses à Justiça para informar suas atividades

Por Marrapá

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!