MARANHÃO

Empresária faz denúncia greve contra Prefeito de Ribamar-MA na Câmara de Vereadores

Mesmo sendo impedida de falar no Plenário da Câmara Ribamarense, Leuda Sousa foi ouvida por vereadores ribamarenses

Cidade Balneária em chamas: Denúncias e mais denúncias colocam a gestão municipal em um furação negro. Essa é a rotina da atual gestão do prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho (PL), que, a cada dia, está indo por água a baixo, com escândalos iminentes.

Na manhã desta quinta-feira (14), a empresária e diretora da empresa Intecs, Leuda Sousa, que presta serviço a Prefeitura de São José de Ribamar, esteve no parlamento ribamarense para esclarecer sobre as denúncias relacionadas aos trabalhadores que estão sem receber os seus salários.

Ao saber pelas redes sociais, que seria convocada pela Câmara de Ribamar, Leuda esteve por livre e espontânea vontade na Casa Legislativa Ribamarense, mas, chegando lá, teria sido impedida pela presidente da Câmara, de ser ouvida pelos vereadores.

Proibida de falar na tribuna, o grupo de vereadores do Bloco Avança, São José, que faz oposição ao prefeito Julinho, ouviu a empresária na sala de reuniões. Mesmo proibida pela aliada de Julinho, a presidente Francimar Jacinto, a empresária abriu o jogo e jogou tudo no ventilador.

De acordo com Leuda, a administração ribamarense tem um débito muito grande com sua empresa, o que impossibilita a pagar os funcionários que estão há meses sem receber, e, tendo trabalhado de uma forma desumana.

Segundo a empresária, a Prefeitura deve cerca de mais de R$3 milhões de reais a empresa, e, que até o momento não foi efetuado o pagamento. Outras denúncias graves também foram feitas pela empresária, mas, isso é assunto para outra matéria.

O que podemos dizer agora é, a base do prefeito na Câmara está fragilizada e, Julinho pode ter o mandato cassado por várias irregularidades em sua gestão. Veja o vídeo da conversa com os vereadores.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!