BABADO DA SEMANA

Esquema do Tratoraço: Senador Roberto Rocha deve chorar no velório

O senador bolsonarista inventou que vai criar uma CPI para investigar o possível esquema

Na política brasileira, muitas vezes o poste mija no cachorro para tentar enganar o dono do cão. É justamente isso que o senador bolsonarista Roberto Rocha está pretendendo fazer ao inventar que vai criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar um possível esquema com dinheiro público na compra de tratores com valores superfaturados.

Com medo do esquema de corrupção que já batizado de “Tratoraço”, que envolve o superfaturamento na compra de equipamentos via Codevasf com emendas parlamentares, o presidente Jair Bolsonaro escolheu o senador Roberto Rocha, para passar vergonha ao tentar fingir que vai investigar, aliados bolsonaristas e uma estatal presidida por um aliado indicado para a Codevasf próprio Roberto Rocha.

Para tentar criar uma cortina de fumaça e tirar o foco da CPI da Covid-19, Roberto Rocha usou suas redes sociais para anunciar que apresentou nesta segunda-feira (10) um requerimento propondo a criação da CPI do Orçamento Secreto, para investigar o repasse da verba federal, via emendas, para compra dos equipamentos.

O problema, segundo circula no meio político, Roberto Rocha pode estar enrolado até o pescoço com o tal “Tratoraço”, já que, como revelou site O Antagonista, o dinheiro sai da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), onde onde o senador bolsonarista tem como apadrinhado o diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, Rosendo Júnior.

Rosendo Júnior é homem de confiança de Roberto Rocha e carrega a tiracolo com ele pra onde for, a exemplo de quando foi aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino e do Banco do Nordeste. Essa CPI de Roberto Rocha pode ser um tiro, que sairá pela culatra com cheiro de enxofre.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo