JUSTIÇA

Ex-governador do Rio, Fernando Pezão é condenado a mais de 98 anos de prisão

A decisão, desta sexta-feira (4/6), é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal

O ex-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão foi condenado a 98 anos, 11 meses e 11 dias pelos crimes de corrupção passiva, ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro. A decisão, desta sexta-feira (4/6), é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Outras 10 pessoas, entre elas o ex-governador Sergio Cabral, também foram condenados. Cabral está preso desde novembro de 2019. Todos os condenados terão que dividir o pagamento de uma indenização de R$ 39,1 milhões, que representa o equivalente à propina recebida pelo grupo. O valor será revertido à União.

Pezão poderá recorrer da sentença em liberdade. A decisão de Bretas foi com base na operação Boca do Lobo. De acordo com as investigações, Pezão comandou esquema de corrupção quando ainda era secretário de Obras e continuou no comando quando foi vice-governador de Cabral e seguiu até quando assumiu o cargo de governador.

“Em período compreendido entre 03/2007 a 03/2014, Pezão, no exercício das funções de secretário de obras e vice governador e em razão desses cargos públicos, recebeu de Sérgio Cabral Filho, por 84 vezes, vantagens indevidas consistente no pagamento de dinheiro, em espécie, de origem ilícita”, diz trecho da decisão.

Por Adriana Cruz

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo