EXAMES

Fátima Araújo quer criar a Campanha Check Up Geral nas Mulheres

Nela serão realizadas ações de conscientização, além de atendimentos clínicos voltados ao público feminino

Tramita na Câmara um Projeto de Lei, de autoria da vereadora Fátima Araújo (PCdoB), que propõe a criação da Campanha Check Up Geral nas Mulheres com o objetivo de prevenir e orientar sobre o surgimento de doenças precoces nesse público.

Segundo o PL 188/21, a campanha será realizada anualmente no município de São Luís e promoverá atividades como palestras sobre autocuidado, ações de conscientização acerca da importância dos exames preventivos e de rotina, além de oferecer atendimentos de saúde como aferição da pressão arterial e orientação nutricional.

A autora do projeto ressalta que a saúde é um direito universal e não se restringe a gênero ou classe social. Ele está previsto no artigo 196 da Constituição Federal, como um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos, ao acesso universal e igualitário às ações de saúde e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

No entanto, para Fátima Araújo além das medidas de promoção da saúde, há ainda a necessidade de conscientizar a população da importância de um acompanhamento anual. “Infelizmente, muitas mulheres, desconhecem seus direitos, não sabem a importância da realização anual de check up geral. A falta de informação na procura por um check up ou exame, muitas vezes é o pontapé para a chegada de doenças graves”, destacou a parlamentar.

Dados

O diagnóstico precoce pode determinar a morte e ou a vida de pacientes de doenças como câncer de mama e do colo do útero. Em ambos os casos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda como estratégia o diagnóstico precoce e o rastreamento de alterações sugestivas de câncer.

O câncer de mama pode ser detectado na mamografia que deve ser realizada com regularidade após os 20 anos, quando houver caso de câncer na família, ou acima dos 40 anos quando não houver. Já o câncer do colo do útero pode ser detectado no exame citopatológico, popularmente conhecido como Papanicolau. Ele é

recomendado para mulheres de 25 a 64 anos e que já tiveram atividade sexual, incluindo homens trans e pessoas não binárias designadas mulher no nascimento.

O primeiro tipo de câncer é o que possui maior incidência entre as mulheres ao redor do mundo com 2,3 milhões de novos casos. No Brasil, estima-se o surgimento de 66.280 novos casos só neste ano, ou seja, 43,74 casos a cada 100.000 mulheres, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Enquanto o segundo é o terceiro tipo de câncer mais comum em mulheres e a quarta causa de morte de mulheres por câncer, no Brasil.

Por Suellen Soares

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo