MARANHÃO

Flávio Dino aluga hospital HCI, não paga o aluguel e depois toma dos proprietários

O caso teria acontecido em agosto de 2020, período da pandemia do novo coronavírus, segundo denúncia no Senado

No Maranhão durante o governo Flávio Dino, ações truculentas foram tomadas como se o governador maranhense fosse uma espécie de Nicolás Maduro, atual presidente da Venezuela. Desde que assumiu o comando do Palácio dos Leões em janeiro de 2015, Flávio Dino tomou milhares de motos e carros de pobres, perseguiu prefeitos opositores, e passou a tomar empresas privadas de seus donos e colocar em poder do Estado, como se o Maranhão fosse a nova Cuba ou Correia do Norte brasileira. A justiça até hoje não deu um pio sobre esse tipo de crime cometido por Flávio Dino, que através de decretos fez intervenção em empresas privadas. Mesmo com a redução dos casos de Covid-19, já que essa era a desculpa do comunista, em novembro de 2021, Flávio Dino assinou nova portaria para manter o HCI em poder do Estado.

Após alugar e não pagar o aluguel, desrespeitando cláusulas do contrato, Flávio Dino simplesmente baixou um decreto de intervenção e teria tomado o Hospital das Clínicas Integradas (HCI), que foi construído por dezenas de sócios através de empréstimos bancários. Segundo denúncia feita pelo senador Roberto Rocha, na tribuna do Senado, Flávio Dino teria agido como ditador e seque se importou com os médicos, que são os verdadeiros donos do HCI. A intervenção teria acontecido em agosto de 2020, período da Pandemia de Covid-19. Com isso, o Banco que fez o empréstimo para construção do prédio, já judicializou e os sócios do HCI passam por problemas financeiros, com dívidas e juros em cima de juros.

Assim como fez com os donos do HCI, e a justiça ficou calada, o agora ex-governador, também através de decreto, tomou as embarcações da empresa Servi Porto, que opera a travessia da Ponta da Espera, em São Luís ao porto de Cujupe, em Alcântara. Após a intervenção, o Estado mostrou mais uma vez incompetência e hoje o transporte está um caos, nem ferry boat circulando tem mais.

Como prêmio, Flávio Dino quer, uma cadeira no Senado. Ou o maranhense acorda para Jesus ou vai tomar mais chicotadas de quem pouco se importa com o povo.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!