ELEIÇÕES

Flávio Dino só não tem “Culhão” para pressionar Weverton

O senador Weverton Rocha está pouco se lixando para a caganeira de Flávio Dino

Após o resultado das eleições municipais em São Luís, em que Duarte Jr foi para o segundo turno com Eduardo Braide, uma caganeira atacou Flávio Dino, simplesmente por achar que teria a obrigação de eleger o prefeito de São Luís. Mesmo os dos finalistas sendo candidatos de partidos aliados de Bolsonaro, Flávio Dino escolheu logo o aluno Duarte Jr para ser seu candidato contra Braide.

Imediatamente o Governador do Maranhão intimou aliados, secretários de estado, deputados estaduais e federais para uma reunião de mão de ferro obrigando a todos que declarassem voto e apoio ao candidato Duarte Jr, caso contrário, segundo fontes, quem não declarasse apoio ao seu candidato, passaria a ser inimigo do Palácio dos Leões. Muitos com medo de perder a boquinha, acataram a ordem do rei da Beira-Mar, e de quebra vão ter que pressionar servidores das secretarias a votarem no príncipe do Procon.

Com aliados independentes, como é o caso do senador Weverton Rocha, Flávio Dino come tampado e a seco. Além de não ter “culhão” para pressionar o senador do PDT, Flávio Dino ainda perdeu o apoio de Osmar Filho, Pavão Filho, Nato Jr, Raimundo Penha e Fábio Câmara, aliados fieis de Weverton, que declararam apoio ao candidato Braide. Flávio Dino sabe que nessa altura do campeonato, brigar com Weverton é um tiro a jugular, já que o PDT hoje é o partido mais forte da base aliada no Maranhão. Dino vai ter que engolir Weverton a seco.

O certo mesmo é que Duarte Jr colocou pulga no Palácio dos Leões com essa imposição de Flávio Dino aos seus aliados. Weverton Rocha se diz manter-se na neutralidade. Será que Palácio rachou?

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo