PERSONALIDADE

Francisco Chaguinhas diz que bairro São Cristóvão aguarda atenção do poder público há 13 anos

Parlamentar também destacou o abastecimento dos medicamentos nas farmácias hospitalares, e melhorias nas unidades de saúde do município

Em discurso feito na sessão plenária desta quarta-feira, 7, o vereador de São Luís, Francisco Chaguinhas (Podemos), manifestou preocupação com a situação da área do Jardim São Cristóvão, que segundo ele, sofre com o abandono parcial do poder público.

“São Luís tem aproximadamente 25 bairros-cidade, entre eles, o São Cristóvão, que é o maior centro financeiro da capital, que foi abandonado na gestão anterior. Peço que o atual prefeito possa reverter a situação do bairro que está como retardatário nesse processo, em relação a outras regiões”, declarou o vereador Chaguinhas.

O parlamentar afirmou ainda que a obra de drenagem que ocorre na área atualmente, cobrirá apenas 25% do bairro. Disse também que os outros 75%, seguem desassistidos, nos últimos 13 anos.

“São cerca de 30 ruas totalmente abandonadas pelo poder público. Muitos cruzamentos já viraram atoleiros. Os gestores não enxergam o potencial desse bairro que tanto arrecada impostos, principalmente, IOF”, afirmou o vereador.

Em seguida, Francisco Chaguinhas defendeu o aprofundamento das obras estruturais na região, com atenção especial aos serviços de drenagem profunda, única solução possível para enfrentar os períodos de chuva, segundo Chaguinhas.

“Precisa haver um estudo melhor, estamos cansados de entrar gestor, sair gestor , e as coisas não mudarem. Temos esperança que o prefeito Eduardo Braide dê atenção especial a essas pessoas”, concluiu.

Saúde

Outro tema abordado pelo vereador, foi a saúde no município. Ele destacou dois temas importantes: abastecimento dos medicamentos nas farmácias hospitalares, bem como melhoria nas unidades de saúde, de responsabilidade do município, para que permitam acolhimento digno aos pacientes.

Por Suellen Soares

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo