TRÁFICO

Homem que foi obrigado cavar a sepultura escapa da morte em Cururupu-MA

O chefe da facção criminosa, mesmo estando preso, livrou o rapaz de ser morto pelos comparsas

Um homem  conhecido como “Curiri” escapou da morte ao ser julgado pelo Tribunal do Crime no município de Cururupu-MA. Ele foi punido com a pena de morte pelos integrantes de uma facção criminosa e chegou a cavar a própria cova.
No entanto, na hora em que foi feito o pedido de permissão para o líder da facção que esta no presídio em Pinheiro-MA, ele não concordou com a pena imposta a “Curi” e mandou que ele sofresse uma punição conhecida como “palmatoria” ou seja, que ele fosse punido com tiros nas mãos.
PUNIÇÃO 
“Curiri” foi apontado como culpado pela apreensão feita esta semana por policiais do 25° BPM da cidade de Cururupu, que durante uma operação feita no bairro Nova Jerusalém,  apreendeu uma pistola 0.40 e cerca de 44 papelotes de maconha.
“Curiri” seria um dos responsáveis pela guarda desse material e na hora da incursão feita pela polícia, ele e outros comparsas abandonaram tudo e fugiram do local. Diante disso os criminosos decidiram julga-lo pela sua atitude.
Após levar uns balaços nas mãos, ele foi socorrido e levado para o hospital da cidade de Cururupu, onde acabou sendo preso.
No mês passado na cidade de Timon-MA, duas adolescentes foram julgados e sentenciadas a morte por integrantes de uma facção criminosa. As duas moravam em Teresina-PI e o crime chocou porque elas foram obrigadas a abrir a própria sepultura e as imagens da execução foram publicadas nas redes sociais.
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo