JUSTIÇA

Já pensou colocar o nome de seu filho, Áquilas Aron?

Escrivão se recusa a registrar criança com nome diferente

Um cartório da cidade de Betim, na Grande Belo Horizonte (MG), proibiu os pais de uma criança de registrar o filho com o nome de Áquilas Aron. A informação é da Rede Record.

O escrivão que se negou a realizar o procedimento cumpriu uma lei federal que permite ao cartório não aceitar o registro de um nome que possa gerar constrangimentos à pessoa no futuro.

A lei, datada de 1973, prevê que os oficiais “não registrarão prenomes suscetíveis de expor ao ridículo os seus portadores”.

À TV, o pai relatou que o escrivão pesquisou o nome de Áquilas em um dicionário de nomes, mas sem encontrar a versão em plural — o único nome disponível, no singular, era Áquila. O segundo nome, de Aron, foi ideia da mãe da criança.

“Minha esposa achou que, na pronúncia, o Áquilas com Aron sairia mais bonito”, disse ao canal.

Em caso de recusa do cartório, os pais podem recorrer à Justiça.

Por Yahoo Notícias

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close