LEGISLATIVO

Marcial Lima diz que Prefeito Braide mantém “Secretaria Purgatório” para alocar fantasmas na gestão

A denúncia foi feita nesta segunda-feira (7) durante pronunciamento do vereador na Câmara Municipal de São Luís

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), silenciou após o vereador Marcial Lima denunciar várias irregularidades em sua gestão. Após nomear inúmeros aliados com salários altos no início de sua gestão, muitos sem trabalhar, agora vem à tona outra situação que carece de uma investigação do Ministério Público do Maranhão e da Câmara Municipal.

Segundo relatou o vereador Marcial durante pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de São Luís na manhã desta segunda-feira (7), o prefeito Eduardo Braide está atolado até o pescoço em irregularidades em apenas um ano de gestão. “O Braide que conheci e voltei, não é o mesmo Braide que persegue e tira feirantes a força das feiras através da Blitz Urbana, como fez na semana passada ao tirar de dentro de um caminhão, um feirante abatendo frangos dentro da feira da Cohab. O Braide de hoje foi a feira do Cohatrac e retirou dois feirantes que trabalhavam lá há 30 anos. Eu não votei em Fernando, eu votei foi em Eduardo Braide”, descreveu Marcial Lima.

De acordo com as denúncias de Marcial, Braide mantém uma decretaria chamada “Purgatório” para alocar aliados que recebem salário sem trabalhar na prefeitura. Ainda segundo Marcial, o Braide de hoje não quer nem conversa com servidor público. O Braide de hoje, segundo o Parlamentar, vai com megafone pro meio de rodoviários pela manhã e a noite mandar prender os trabalhadores por meio da Guarda Municipal.

Segundo Marcial Lima, Braide não discute com representantes do Transporte Alternativo, porque tem medo de empresários do transporte coletivo. “O Braide que conheço hoje, não é o mesmo que conheci na campanha. O Braide de hoje é aquele que dá R$12 milhões para empresários do transporte coletivo e reajusta o valor da passagem dois meses depois. Não votei em Fernando Braide para administrar São Luís”, finalizou Marcial, que disse que Braide queria que fosse tratado como político de estimação.

RÁDIO CORREDOR FM

Segundo circula na “Rádio Corredor FM” da Prefeitura de São Luís, Eduardo Braide estaria com uma lista de cortes para “degolar” várias cabeças para melhorar o desempenho de algumas secretarias e acomodar indicados de partidos que apoiarão seu irmão, Fernando Braide, na candidatura a deputada estadual.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo