MARANHÃO

Marinha não libera ferryboat José Humberto para transportar passageiros na baía de São Marcos

A proibição da embarcação fazer a travessia Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera pode evitar uma tragédia na baía de São Marcos

Mesmo diante da pressão do governador Carlos Brandão e da MOB, que insistem em colocar um ferryboat velho, comprado no Pará para carregar vidas, as autoridades marítimas estão preocupadas com pessoas e não com governantes. O ferryboat José Humberto, que já tem 35 anos de uso, chegou como se fosse novo e moderno, mas as autoridades acordaram e evitaram uma tragédia sem precedentes na baía de São Marcos, já que a embarcação, que navegava em rios, teria sido adaptada para navegar em alto mar.

Em novo posicionamento oficial, a Marinha do Brasil, através da Capitania dos Portos do Maranhão,  informou os resultados da nova vistoria realizada no ferryboat “José Humberto”. A inspeção foi realizada na última segunda-feira (20). Na ocasião, segundo nota, “foram constatadas algumas discrepâncias na documentação e nas condições estruturais” da embarcação. Veja nota.

Ainda segundo a entidade, uma nova fiscalização somente será realizada após sanadas tais discrepâncias. Enquanto isso, José Humberto segue na UTI tentando sobreviver para, quem sabe, matar pessoas na travessia baía de São Marcos. Quem conhece o Boqueirão, jamais se arrisca nessa embarcação.

O caos no serviço de travessia aquaviária que faz a ligação entre a capital maranhense e os municípios da região da Baixada através da baía de São Marcos, se estende há quase dois meses e, até o momento, nenhuma solução concreta e responsável foi apresentada pelo Governo do Maranhão, responsável pela operação.

Enquanto isso, filas se estendem nos 2 portos e ninguém tenta resolver o problema, que infelizmente atrapalha a vida de milhares de baixadeiros. As mentiras são grandes e os salvadores da pátria, aparecem a todo instantes, tentado enganar o povo, principalmente em ano eleitoral.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!