MARANHÃO

MIGUÉ: Reajuste de 15% proposto por Braide não atinge 100% do magistério em São Luís

Tabela mostra que salários variam entre R$ 804,56 até R$ 9.386,27 para professores da rede municipal de ensino da capital

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), apresentou à Câmara Municipal o Projeto de Lei nº 009/23 que garante o reajuste salarial de 15% para os professores da rede municipal de ensino. No entanto, a proposta aprovada pelos vereadores na última quarta-feira (08), trouxe um percentual que não é linear, pois não contempla o quadro de profissionais em sua totalidade.

Durante a abertura da Jornada Pedagógica 2023, no dia 24 do mês passado, Braide chegou a anunciar aumento para toda categoria, mas o Projeto de Lei aprovado pela Câmara ontem só contempla uma parcela dos professores e ponto.

De acordo com o prefeito, “a verdadeira valorização passa por uma remuneração digna”. Ele lembrou que em 2017 não teve reajuste, em 2018 e 2019 a mesma coisa.

“Agora, em 2023, o MEC apontou um percentual para atualização do piso de 14,95%. Mas, conversando com a nossa equipe econômica eu anuncio a vocês que o reajuste de toda a categoria não será de 14,95%. Será de 15%”, disse.

Aos fatos

 O blog analisou a proposta e descobriu que o reajuste anunciado por Braide se aplica, exclusivamente, aos profissionais do magistério, enquadrados no padrão de vencimentos PNM e PNS, constantes no anexo II, da Lei n° 4.931, de 07 de abril de 2008, alterada pela Lei n° 7.002, de 13 de maio de 2022.

Ficaram de fora os cuidadores, gestores e monitores. Além deles, porteiros, vigias, motoristas, merendeiras e nem os professores seletivados também não foram contemplados. A tabela em anexo mostra reajuste no salário que varia entre R$ 804,56 até R$ 9.386,27 para alguns professores, conforme documento em anexo.

Na rede social, como digital influencer, Braide atua muito bem. Já como prefeito de São Luís, tem sido um fracasso. Desde que assumiu a prefeitura, Eduardo Braide tem tentado de todas as formas, passar pra trás os 31 vereadores ludovicenses.

Por Isaías Rocha

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo