ELEIÇÕESPOLÍTICA

Osmar Filho é o novo presidente da Câmara Municipal de São Luís para o biênio 2019-2020

Será o presidente mais jovem a assumir o comando da Câmara Municipal de São Luís

Uma eleição bastante disputada, mesmo sendo chapa única. Houve um período de turbulência, e até ações judiciais de primeiro e segundo graus, aconteceram, tudo por causa da cadeira grande. Mas foi no diálogo que a Câmara Municipal de São Luís voltou ao  clima de tranquilidade, e na manhã desta quarta-feira (9), o vereador Osmar Filho (PDT), foi aclamado presidente do legislativo ludovicense para o biênio 2019/2020. Ele foi eleito com a esmagadora maioria, não sendo unanimidade por conta do voto contrário do vereador Estevão Aragão (PSDB) e da ausência de Honorato Fernandes, que está em Brasília. Osmar conquistou 29 votos dos 31 vereadores.

Antes do pleito, a Câmara Municipal realizou um café da manhã com a imprensa, na Sala Vip daquele Parlamento. Após anúncio oficial de eleição garantida, o vereador Osmar Filho fez um breve pronunciamento, onde destacou que sua identificação com a Câmara Municipal, que segundo ele, acontece desde 1993, quanto tinha apenas 5 anos de idade e seu pai era o chefe de gabinete do então presidente da casa, saudoso João Evangelista, que depois seria presidente da Assembleia Legislativa.

Visivelmente emocionado, Osmar Filho, mostrou que mesmo sendo jovem, com apenas 31 anos de idade, está preparado para os desafios, e tomará posse no dia primeiro de janeiro de 2019.  “Esse é um momento único na minha vida. Com apenas 31 anos de idade, vou dirigir os destinos da Câmara Municipal a partir de 2019, pelo período de dois anos. Garanto a vocês que estou preparado para essa missão e digo a vocês que não irei decepcionar, até mesmo porque não posso decepcionar uma geração”, salientou.

Mais na frente, Osmar Filho citou os nomes dos filhos Osmar Neto  e João Pedro, enfatizando que pedia desculpas a eles e à esposa, pela falta de tempo à família, mas justificando a ausência por conta da atividade política, que requer muito tempo a quem a ela se dedica.

“Quero também agradecer ao presidente Astro de Ogum, um político e um gestor talentoso, que estabeleceu vários avanços nesta Câmara. Destaco aqui as transmissões ao vivo das sessões via rádio AM, ação, dentre outras, que daremos continuidade”, assinalou o presidente eleito do Legislativo de São Luis.

Osmar Filho citou também os colegas, assegurando que todos terão participação em sua administração. Ele disse que sua gestão será compartilhada e destacou ainda que os servidores serão priorizados em sua administração.

AS EXPLICAÇÕES QUE LEVARAM OSMAR FILHO À PRESIDÊNCIA

Foi uma eleição tranquila, e durante a sessão pública, os parlamentares tiveram a oportunidade votar e justiçar o voto. O vereador Estevão Aragão (PSDB) foi no único que votou contra a chapa, mas justificou o motivo, já que havia afirmado apoio ao candidato Osmar Filho, há poucas semanas atrás.

Segundo Estevão, o vereador Osmar Filho era o nome mais rejeitado para ser presidente da Câmara, mas com o passar dos dias ele soube articular e formar um grupo forte. “Estive com Osmar no início, mas não fui consultado nem sequer para sugerir alguém para compor a Mesa Diretora. Fiquei de fora durante todo o processo, fui rejeitado e hoje o vereador não precisa mais de mim. Por esse motivo, não confio mais no Osmar Filho e não será fácil reconquistar a minha confiança”, relatou.

O vereador Aldir Júnior (PR) usou o tempo da votação para votar a favor do novo presidente, mas declarou  que há um esquema de corrupção na casa legislativa. Segundo ele, existem três milhões de reais que estão flutuando sem ter uma destinação correta. “Precisamos de legitimidade para combater a corrupção. Espero que o próximo presidente tenha coragem para investigar e combater os erros desta casa. Existem manobras políticas aqui dentro e elas precisam ser apuradas”, exclamou o jovem parlamentar.

Para o vereador Marquinhos (DEM), o voto de esperança venceu o medo e Osmar fará um excelente mandato. “Acredito no vereador Osmar Filho, espero que ele não vire ‘dono’ da Câmara Municipal. Peço que o novo presidente não nos negocie com a Prefeitura de São Luís, na intenção de ter benefícios próprios atendidos”, disse.

A vereadora Bárbara Soeiro (PSC) lamentou a falta de uma chapa à presidência encabeçada por mulheres, mas declarou voto favorável a Osmar Filho. “É necessário que as mulheres sejam cada vez mais valorizadas nesta casa, não só nós vereadoras, mas todas as funcionárias que fazem parte deste parlamento. O novo presidente deve continuar a política do empoderamento feminino, dando oportunidades e fazendo com que as mulheres cresçam”, destacou.

O novo presidente foi eleito com vinte e nove votos a favor e um voto contrário. O vereador Honorato Fernandes (PT) não votou, porque não estava presente na sessão.

QUEM É OSMAR FILHO?

Osmar Gomes dos Santos Filhos, politicamente conhecido como Osmar Filho, nascido em 25 de novembro de 1986, completará 32 anos ainda este ano. É ludovicense e está no seu terceiro mandato de vereador. Casado, tem dois filhos, é advogado e se mostra preparado para encarar o comando de uma das Câmaras mais antigas do Brasil. Tímido, Osmar Filho tem um discurso coeso e fala firme. Desde 2008 na política, quando foi eleito pela primeira vez vereador de São Luís, com 6.923 votos, Osmar tem mostrado ação e em 2012 voltou a ser bem votado com 6.825 votos, mas ficou na suplência, assumindo a cadeira de Helena Duailibe, que saiu para ser secretária de saúde. Mas em 2016, não teve desculpa, Osmar Filho foi o mais votado e conquistou nas urnas 9.809 votos, o que lhe deu força para lutar pela cadeira grande e hoje veio a conquista.

CHAPA

A chapa, denominada “Vereador Edmilson Jansen”, ficou assim composta:

Presidente – Osmar Filho (PDT)

1º Vice –Presidente – Astro de Ogum (PP)

2º Vice-Presidente – Nato Júnior   (  PP  )

3º Vice-presidente – Josué Pinheiro (PSDB)

1º  Secretário – Francisco Carvalho (PSL)

2º  Secretário – Chaguinhas  (PP)

3º Secretário – Beto Castro  (Pros)

4º Secretário – Concita Pinto (Patriota)

5º Secretário – Afonso Manoel (MDB)

 Texto: Tarcísio Brandão

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close