ELEIÇÕES

Por 7 a 0, TSE confirma validade da candidatura de João Martins em Bequimão-MA

Inconformada com a derrota nas urnas, oposição já sofreu mais duas derrotas: uma por 6 a 0 no TRE e agora 7 a 0 no TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Sessão Virtual, realizada nesta sexta-feira (15), julgou um agravo impetrado pela oposição de Bequimão contra a legitimidade da candidatura do atual prefeito do município, João Martins, eleito em 15 de novembro de 2020 com 7.412 votos.

O relator do caso foi o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, que reconheceu a vontade do povo nas urnas e indeferiu o pedido de Agravo. O voto do relator negando o agravo foi seguido pelos demais ministros, que acompanharam a decisão do relator.

Segundo o advogado Abdon Marinho, que acompanhou do caso, a oposição já havia perdido por unanimidade no Tribunal Regional Eleitoral (TRR) por 6 a 0 antes da eleição ao tentar impugnar a candidatura de João Martins e por esse motivo, aproveitando a brecha na leia, entrou com recurso especial que foi negado novamente. De acordo com as palavras do advogado, a última cartada da oposição foi entrar com um agravo, mas perdeu por 7 a 0 no TSE.

Como as decisões no TSE são terminativas, o caso está encerrado e mesmo que a oposição ainda queira “melar” com mais tentativas, pode perder tempo e ficar ainda mais desgastada, já que só a vitória de João Martins nas urnas mostra a verdadeira vontade do povo.

ELEIÇÃO 2020

O atual prefeito João Martins foi eleito em novembro de 2020 com 7.412 votos (50,71% do eleitorado bequimãoense). A diferença de João Martins para o segundo colocado foi mais que a metade, 3.778 votos. Mesmo que juntasse todos os votos da oposição em um só candidato, João Martins ainda sim, ganharia a eleição em Bequimão com folga.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo