EXAMES

Prefeito Eduardo Braide implanta exame de mamografia no Hospital da Mulher

A partir de agora, a rede municipal de saúde passa a ter equipamento próprio para a realização do exame, garantindo que sejam feitas 600 mamografias e 40 biópsias por mês

O prefeito Eduardo Braide entregou, nesta segunda-feira (8), o serviço de mamografia do Hospital da Mulher, no Anjo da Guarda. A partir de agora, a rede municipal de saúde passa a ter equipamento próprio para a realização do exame, garantindo que sejam feitas 600 mamografias e 40 biópsias por mês. O aparelho, que é digital, também vai permitir maior celeridade nos diagnósticos, e é fruto de emenda parlamentar do prefeito Eduardo Braide quando era deputado federal.

“Estamos entregando hoje um mamógrafo digital, muito moderno, para o Hospital da Mulher. Com a aquisição, a rede municipal de São Luís passa a contar com serviço próprio, que vai permitir, inclusive, a realização de biópsias. Além do aparelho, preparamos todo um acolhimento humanizado para ser feito durante a realização do exame, onde as mulheres poderão escolher a música e a iluminação que as deixe mais tranquilas. O serviço que estamos implantando hoje no Hospital da Mulher será referência em todo o estado. Vamos salvar muitas vidas com diagnóstico preciso e mais rápido”, destacou o prefeito Eduardo Braide.

A vice-prefeita de São Luís, Esmênia Miranda, afirmou que a implantação do serviço no Hospital da Mulher vai ampliar o atendimento da rede municipal. “Com esse aparelho vamos aumentar em 50% o número de pacientes atendidos na nossa rede. É um aparelho muito completo, com exames de altíssima resolução, que permitirá diagnósticos mais precisos e mais rápidos. A entrega faz parte das políticas e do compromisso desta gestão, que tem um olhar muito sensível e tem trabalhado para melhorar a saúde da população”, disse.

Acompanharam o início do serviço de mamografia digital no Hospital da Mulher, os vereadores Gutemberg Araújo (PSC), 1º vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís; Marcial Lima (Podemos), líder do Governo na Câmara; Karla Sarney (PSD); Álvaro Pires (PMN); Domingos Paz (Podemos); Rosana da Saúde (Republicanos); Marcos Castro (PMN); Marlon Botão (PSB); Ribeiro Neto (PMN) e Antonio Garcez (PTC).

Atendimento imediato

O aparelho entregue nesta segunda-feira (8) foi adquirido por meio de emenda parlamentar de quando o prefeito Eduardo Braide ainda era deputado federal e já entrou em funcionamento. Maria de Jesus Magalhães Araújo, 55 anos, foi a primeira paciente a fazer mamografia no novo equipamento. “Eu faço exames preventivos rotineiramente. Em 2019 e 2020, por causa da pandemia, não consegui fazer. Então, estou muito feliz por poder voltar a realizar o exame em um aparelho tão moderno”, comentou.

O secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, informou que em São Luís há apenas dois aparelhos de mamografia do tipo. “Além deste mamógrafo que estamos entregando hoje no Hospital da Mulher, há apenas mais um em São Luís. A implantação deste serviço é um ganho muito grande para a rede municipal de saúde. A Prefeitura de São Luís garantia este exame por meio da rede conveniada e agora passa também a oferecer na sua rede própria com um equipamento moderno, digital, que aumenta em pelo menos 50% nossa capacidade de atendimento, reduz o tempo de espera e garante o diagnóstico mais rápido”, disse.

Diagnóstico sensível

Por ser digital, o mamógrafo garante um diagnóstico mais sensível, garantindo a detecção de lesões que estejam ainda em estágio inicial, rastreando microcalcificações e nódulos pequenos, permitindo diagnóstico mais rápido e preciso por causa dos detalhes de visualização que as imagens computadorizadas oferecidas por esse tipo de aparelho permite.

Por não ser necessário comprimir a mama com a mesma intensidade da mamografia convencional, reduz as queixas das pacientes quanto a dor e desconforto. Durante a realização do exame, que ocorre em poucos minutos, o radiologista pode ampliar as imagens e analisar melhor antes de emitir o laudo. O aparelho permite ainda armazenar as imagens em computador e recuperá-las, se necessário.

O mamógrafo também tem o recurso de estereotaxia (capaz de localizar especificamente a área que será biopsiada), além da imagem com melhor qualidade, permitindo biópsias de pequenas lesões, algumas só identificadas na mamografias. Os diferentes ângulos obtidos permitem localização exata de microcalcificações, pequenos nódulos, áreas de distorção e densidade assimétrica.

As biópsias de fragmentos (core biopsy) e mamotomia podem ser guiadas por meio da estereotaxia e permite a marcação pré-cirúrgica de lesões não palpáveis por meio da colocação de um marcador (fio metálico) em lesão mamária suspeita, permitindo a rápida e precisa localização da lesão durante o ato cirúrgico.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo