SANTA RITA

Prefeito Hilton Gonçalo esculacha com professores

Pagando um salário de miséria no valor de R$ 450,00, os professores decidiram entrar em greve

A falta de respeito aos professores não está muito longe da nossa realidade. Bem perto da capital maranhense, na cidade de Santa Rita, região do Munim, foi aprovado a Greve Geral dos Professores na manhã da última quarta-feira (08) depois de várias reuniões e tentativas de diálogo com a Prefeitura e Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e não obtiveram sucesso.

Segundo o sindicato da categoria, as reivindicações são apenas para que a prefeitura respeite e pague os benefícios que estão sendo negados desde o começo da gestão do atual prefeito, Hilton Gonçalo, que está fazendo tudo ao contrário do que prometeu.

Nós conseguimos o Comprovante de Pagamento de uma pessoa que trabalha em uma Escola do Município. Segundo o servidor, foi um emprego arranjado por vereador e que ele trabalha a carga horária normal na escola, mas só recebe apenas uma “Bolsa” de R$ 450,00. E só está recebendo porque foi um vereador quem garantiu o serviço, pois existem diversos contratados que nunca receberam e/ou não estão recebendo.

Como é que a Câmara de Vereadores vai investigar esses absurdos, se foi um Vereador que conseguiu este “Emprego”?

As reivindicações são as seguintes:

  • Pagamento das férias (1/6) dos Servidores do Magistério;
  • Reimplantação da Gratificação de Exercício em Localidade de Difícil Acesso dos Servidores da Educação;
  • Implantação da Progressão Vertical dos Servidores da Educação em respeito ao PCCS;
  • Publicação Imediata do Plano de Cargos Carreira e Salários dos servidores do magistério;
  • O retorno do Recolhimento e Repasse da Contribuição Sindical mensal dos Sócios ao SINTESP/SR e a implantação da Redução da Carga-horária dos Servidores do Magistério que alcançaram a referida vantagem.

Irão acontecer diversos atos em apoio aos professores e profissionais da educação que estão sendo prejudicados pela prefeitura.

Por Rony Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close