CURSOS

Prefeito João Martins confirma apoio de sua gestão à Casa Familiar Rural Albemirim

Para o prefeito de Bequimão, a CFR representa a esperança de um futuro melhor para a juventude da região

Estudantes da zona rural dos municípios de Bequimão, Alcântara e Peri-Mirim vão poder continuar sonhando com a qualificação profissional, no que depender da Prefeitura Municipal de Bequimão. A Casa Familiar Rural Albemirim (CFR Albemirim), que oferece ensino médio e técnico em agropecuária na forma integrada, vai continuar recebendo toda a assistência do município, durante a gestão do prefeito João Martins.

A decisão é um dos encaminhamentos de uma reunião, realizada esta semana, da qual participaram o prefeito João Martins; a presidente da Associação Casa Familiar Rural de Bequimão, Maria Caetana Melo; o coordenador da CFR Albemirim, professor Hadson Akilles Teixeira; e o coordenador pedagógico da Articulação das Casas Familiares Rurais do Maranhão (ARCAFAR-MA) e monitor da CFR Albemirim, professor Jefferson Barros.

Durante o encontro, foram estudadas pelo prefeito de Bequimão e pelos representantes da CFR Albemirim formas de aumentar a contribuição do município, no mantimento da Casa. No momento, as principais demandas da escola, segundo o professor e coordenador Hadson Akilles, são: pintura, transporte escolar, alimentação, vigias e o auxílio no recrutamento de novos alunos.

De acordo com o professor Hadson Akilles, o prefeito João Martins se mostrou sensível à necessidade de manter a Casa em pleno funcionamento, porque entende a importância da capacitação profissional para os estudantes da região. “A reunião com o prefeito João Martins foi ótima. Acertamos alguns pontos necessários para o funcionamento da escola. Ele deixou a Prefeitura à disposição da Casa, graças a Deus. E vamos continuar o nosso trabalho. O prefeito João Martins se sensibilizou muito com a nossa situação, se comprometendo conosco e, inclusive, articulando essa parceria junto aos prefeitos dos municípios de Alcântara e Peri-Mirim”, revelou o coordenador da CFR Albemirim.

Para o prefeito João Martins, a CFR representa a esperança de um futuro melhor para a juventude e um grande incentivo à agricultura familiar. “A Casa Familiar Rural é um importante instrumento para garantir oportunidade à nossa juventude. A capacitação por meio da pedagogia da alternância possibilita a esses jovens e aos seus pais, com quem esses estudantes compartilham os seus conhecimentos, o emprego de técnicas adequadas ao processo de produção agrícola. Portanto, a formação oferecida pela Albemirim também fortalece a agricultura familiar e promove a geração de trabalho e renda. É um grande privilégio para o nosso município abrigar uma instituição tão importante como essa, que com certeza vai continuar recebendo o nosso apoio”, afirmou.

O prefeito de Bequimão também já discutiu e inclusive articulou o apoio à CFR Albemirim junto aos prefeitos dos municípios vizinhos. Nesta terça-feira (2), representantes da Casa Familiar Rural vão se reunir com o prefeito de Peri-Mirim, Heliezer do Povo (PCdoB). Já o encontro com o prefeito de Alcântara, Padre William (PL), ainda não tem data definida, mas já foi oficiado ao secretário de educação alcantarense, Alessandro Costa. A expectativa é que os gestores dos dois municípios também abracem o fortalecimento da educação no campo.

Em 2021, a unidade de ensino, com sede no Assentamento Padre Paulo, vai atingir a marca de 87 filhos de agricultores formados no ensino técnico regular. As duas primeiras turmas, com 30 alunos cada, encerraram suas atividades no ano de 2017, com uma bela formatura em frente ao Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Bequimão (STTR). A coordenação pedagógica da ARCAFAR-MA estima que outros 27 alunos realizem esse sonho ainda neste ano.

Implantação
O processo de implementação da CFR Albemirim foi iniciado em 2005, após audiências envolvendo os municípios de Bequimão, Alcântara, Peri- Mirim e representantes do INCRA. O Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Sustentável do Litoral Ocidental Maranhense (CONSAD) também atuou na mobilização junto a representantes do Poder Público, associações e sociedade civil dos municípios beneficiados.

A obra de construção da Casa Familiar Rural teve início em 2010 e foi concluída em 2012. Em 2013, a CFR Albemirim entrou em funcionamento, oferecendo ensino integrado (médio e técnico em Agropecuária) a dezenas de jovens dos três municípios.

Sistema de ensino
A CFR Albemirim segue o modelo educacional da pedagogia da alternância. Em períodos normais, os estudantes em processo de formação permanecem quinze dias em regime de internato e os outros quinze em casa, de onde trazem suas experiências pessoais e também aplicam os conhecimentos de técnica agrícola, adquiridos na CFR.

Mesmo com a pandemia do coronavírus, a escola manteve suas atividades de forma remota, segundo a coordenação pedagógica da ARCAFAR. Pausa responsável e necessária para que funcionários da unidade de ensino, com o apoio de familiares dos estudantes, fizessem reparos na estrutura física da escola, que conta com duas salas de aula, biblioteca, secretaria, refeitório e alojamentos para estudantes e professores.

A partir da próxima turma e enquanto durar a pandemia, a CFR deve adotar o sistema híbrido de ensino. De acordo com o coordenador pedagógico da ARCAFAR e monitor da CFR, professor Jefferson Barros, serão 25 dias em casa, tendo acesso ao conteúdo de forma remota, e outros cinco de forma presencial, para ministração de aulas práticas e reforço de conteúdo disciplinar.

Nova turma
Inicialmente, a CFR Albemirim vai oferecer 25 vagas para o ensino integrado (médio regular/técnico em agropecuária). Os interessados podem fazer suas matrículas junto à coordenação, de segunda a sexta, das 7h às 12h, na sede da Casa Familiar Rural (povoado Floresta, zona rural de Bequimão). Para mais informações, estudantes e/ou familiares devem entrar em contato com o professor Hadson Akilles, por meio de ligação ou WhatsApp no número (98) 98562-7030.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo