MARANHÃO

Presente Grego: Governador Brandão reajusta valor de passagem de ferryboat para veículos em até 50%

Reajustes passam a vigorar a partir desta quinta-feira (1/12), segundo tabela publicada pela MOB

Já estava escrito nas estrelas que a fatura sobre o reajuste da passagem de ferryboats que fazem a travessia Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera iria chegar cedo ou tarde para os passageiros. O aviso foi dado bem antes das eleições, inclusive aqui no G7, quando falamos sobre os contratos do Governo do Estado com as embarcações Zé Humberto e São Gabriel, que só renovariam caso os valores fossem reajustados. E não deu outra.

Nesta quarta-feira (30/11), os contratos das referidas empresas paraenses encerrariam e caso não fosse reajustado os valores das passagens, como havia no acordo informal, as embarcações fariam o caminho de volta para o Pará nesta quinta-feira (1). E como sempre quem paga o pato são os consumidores, a Agência de Mobilidade Urbana (MOB), reajustou os valores das passagens de veículos que vão de 30% a 50%. Uma verdadeira facada no bolso dos consumidores em geral. Veja o post abaixo.

E como todo malandro, Carlos Brandão, que estagiou com Flávio Dino, publicou em seu twitter que havia reduzido o valor do bilhete para passageiros em R$2 reais. O valor teria saído de R$12 para R$10 reais. Brandão ainda comemorou, como mostra a postagem abaixo. O problema é que o Governador do Maranhão não teve coragem de falar sobre o reajuste do bilhete para veículos, que chega até 50% de aumento, assustando os passageiros em geral.

Um exemplo são os valores de carros de passeio, que até esta quarta-feira (30) custava R$77 reais. A partir desta quinta-feira (1/12) passa a custar R$100 reais, um reajuste de R$23 reais, isso se comprar a passagem na bilheteria, que fica apenas no Porto da Espera a quase 30 KM do Centro de São Luís. Caso o passageiro opte pela compra no site ibombordo.com.br, a passagem de R$100 reais passa a custar R$112,00 já que o site cobra 12% de seus serviços. Veja a tabela antiga abaixo.

Mesmo a MOB reduzindo o valor do bilhete do passageiro de R$12 para R$10, a passagem vai ficar ainda mais cara para o passageiro que mora na Baixada e Litoral Ocidental Maranhense e atravessa de van ou ônibus. Para se ter uma ideia, o valor do microônibus custava R$145,00, agora com o reajuste passou para R$220,00. Um reajuste de 52%, que deverá refletir no valor final da passagem ao passageiro. Veja a nova tabela abaixo.

Na rede social a repercussão negativa foi imediata. Indignados com a ação maldosa do Governador, proprietários de ônibus, vans, caminhoneiros e passageiros, já se mobilizaram internamente para fechar o terminal do Cujupe e da Ponta da Espera por tempo indeterminado. A postagem do Governador gerou revolta aos internautas. Veja abaixo.

E para piorar, a MOB, muda os horários de viagens das operadores praticamente semanalmente, bloqueia as vendas online e obriga os passageiros irem ao porto, percorrendo até 70 KM (ida e volta), de acordo com o local onde o passageiro mora em São Luís, simplesmente para comprar uma passagem; isso quando não esgota em minutos. Um desrespeito ao consumidor, já que o Procon, que deveria defender os consumidores, protege a MOB e o Governo do Estado. É o poste mijando no cachorro. Isso é Maranhão!

DESCASO TOTAL

Sem contar nos atrasos de viagens, cancelamento ou troca de embarcações, sem prévio aviso ao passageiro, além de tantos outros absurdos vistos diariamente nos portos da Ponta da Espera e Cujupe. Dos 42 deputados estaduais e dos 18 federais do Maranhão, nenhum se manifesta a favor dos baixadeiros. Todos literalmente acovardados, calados, em silêncio profundo, como se tudo estivesse normal.

Enquanto isso o Ministério Público do Consumidor silencia, o Procon fica cego e a população sofrendo nas mãos do Governo do Estado, que usa a MOB para massacrar passageiros e ninguém faz nada. Se fosse no período da eleição, os portos estariam cheios de políticos, como urubus na carniça, mentindo à população maranhense, como fizeram este ano. O povo precisa acordar desse sono profundo!

REVIRAVOLTA

Com esse reajuste absurdo que atingiu todos os passageiro e uma redução de fachada de R$2 no bilhete individual, ninguém ficou satisfeito, todo mundo vai pagar o pato. Para que isso seja revisto, só os vanzeiros (cooperados e cooperativas), em união com os caminhoneiros que fazem a travessia ferryboat podem mudar essa situação. A única saída será uma manifestação, fechando a entrada e saída dos portos, até que a MOB e o governador Carlos Brandão entenda que o reajuste foi desproporcional com a realidade dos passageiros e precariedade das embarcações, que continuam sucateadas, desconfortáveis e imundas. Mesmo assim, as operadoras cobram R$23 reais para quem quiser viajar na sala VIP, única com ar condicionado nas embarcações. Alguém vai ter que comprar a briga… a população vai entender e aplaudir!

Mostre mais

Artigos Relacionados

Um Comentário

  1. Tai bando de otarios o presente que o Brandão deu pra vocês as cidades da baixada teve dela que de até 90% de voto pra ele tai pra vocês aprender kkkkkk ele vem de novo pra senador com ceterzas os otarios vão eleger ele novamente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo