LEGISLATIVO

Projeto de Fátima Araújo cria Centros de Formação Pedagógica em São Luís

Com a iniciativa, parlamentar quer que sejam criados espaços de referência na formação de professores da rede municipal

De autoria da vereadora Fátima Araújo (PCdoB), o Projeto de Lei nº 036/2022 que tramita na Câmara Municipal de São Luís, propõe a criação de Centros de Formação Pedagógica para os profissionais da área de Educação, no âmbito da capital maranhense.

Na justificativa do projeto, a autora argumenta que embora estejam sendo implementadas ações que resultem em melhoria das Escolas da Rede Municipal de Ensino ainda faltam recursos que lhes possibilitem oferecer uma educação que acompanhe o atual contexto tecnológico, científico e filosófico.

“Por essas razões é que se impõe a necessidade de prover, aos professores, assessoria pedagógica, cursos de capacitação continuada, suporte teórico, recursos didáticos adequados, além de um espaço onde possam encontrar apoio para o desenvolvimento de uma prática pedagógica de qualidade superior, esta sim capaz de alavancar políticas de educação cada vez mais assertivas para as crianças e jovens da Rede Municipal de Ensino”, declarou a parlamentar.

Com a iniciativa, Fátima Araújo quer que sejam criados espaços de referência na formação de professores da rede municipal. Ela ressalta que a educação continuada é essencial para o aprimoramento do educador e garantia da qualidade do ensino.

O ensino municipal da capital maranhense conta com mais de 6 mil educadores, 261 escolas, mas não existem esses Centros de Formação Pedagógica, que são comuns em países de primeiro mundo.

Em sua proposição, ela prevê que as unidades deverão ser organizadas de forma a abranger, minimamente, as seguintes condições e funções: recursos compatíveis com a função dos Centros, espaço e equipamentos apropriados à formação e uso de novas tecnologias, oficina de criação, equipada com ferramentas, instrumentos e mobiliário
apropriados para capacitar professores a produzir seus próprios materiais didático-pedagógicos, além de centro de exposições, debate e troca de experiências.

Votação em plenário

Protocolada no dia 24 de fevereiro, a proposição foi encaminhada à comissões de Justiça, Educação e Orçamento na sessão de 22 de março. O PL será analisado em seu mérito pelos colegiados ligados ao tema em questão. Após cumprir esses requisitos de tramitação, o texto deverá retornar à pauta para votação dos vereadores.

Por Isaías Rocha

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!