LEGISLATIVO

São Luís-MA: Vereador Thyago Freitas é acusado de chantagear sua suplente

Rejanny Braga (DC) diz ter sido chantageada e pressionada por Thyago Freitas

A maré não está muito boa para o vereador de São Luís, Thyago Freitas (DC), político desconhecido eleito em 2020 na capital maranhense com quase 6 mil votos, desbancando, inclusive vereadores de mandato. Em julho deste ano, Thyago Freitas havia anunciado que tiraria licença na Câmara Municipal e sua suplente Rejanny Braga (DC), assumiria por 120 dias a cadeira no parlamento. Mas Rejanny ficou menos de 60 dias e anunciou que deixaria o parlamento.

Nesta segunda-feira (29), a vereadora Rejanny Braga usou a Tribuna da Câmara para anunciar sua saída da Câmara ao dizer que foi pressionada e teria sofrido chantagem por parte do titular da cadeira, vereador Thyago Freitas.

Ao iniciar o discurso, a parlamentar agradeceu os 48 dias em que esteve na Casa Legislativa, discutindo projetos e os desafios de São Luís, mas lamentou o que chamou de desrespeito à sua atuação.

“Me sinto uma mulher parlamentar desrespeitada e, por isso, estou me despedindo dessa cadeira”, explicou.

Rejanny Braga afirmou que, em respeito aos 3 mil votos recebidos por seus eleitores, precisa ser transparente acerca de sua saída das atividades legislativas. A vereadora encerrou o discurso afirmando que deseja voltar à casa futuramente.

“Me sinto muito magoada com algumas situações e, enquanto mulher, me sinto desrespeitada. Desejo, no entanto, poder voltar em breve a esta Casa para somar ao trabalho de desenvolvimento de São Luís”, concluiu.

O vereador Ribeiro Neto (Patriota) manifestou apoio à parlamentar e parabenizou a atuação da vereadora durante os 48 dias em que esteve na Casa. “Pode contar comigo, porque a senhora abrilhantou as atividades da Câmara, com discussões pertinentes e muito construtivas. Estamos juntos”, disse.

VERSÃO DA VEREADORA

Em conversa com o jornalista John Cutrim nas dependências da Câmara Municipal, a vereadora Rejanny Braga anunciou que deixará o cargo após o titular da vaga, Thyago Freitas, querer forçá-la a apoiar seus candidatos a deputado, nesta eleição. É como se Thyago estivesse cobrando pedágio da cadeira de vereador usada por Rejanny Braga.

Rejanny, que é suplente de vereadora, está fechada, segundo ela, com Detinha para federal e Junior França para estadual. Ela disse que não aceitou a pressão e jamais se corromperia ou mudaria sua palavra.

Resta agora, o vereadora Thyago Freitas se explicar para a sociedade ludovicense, se é que tem como se explicar. Veja o vídeo abaixo da vereadora.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!