MARANHÃO

Servi Porto desmente Brandão e nega falência no período em que sofreu intervenção por Flávio Dino

Donos da Servi Porto culpam o ex-governador por colapso no transporte por ferryboats

Em entrevista a TV Mirante, no quadro Bastidores da Política, o governador Carlos Brandão (PSB), usou o horário para soltar pérolas, que deixaram o jornalista Clóvis Cabalau, bastante assustado. Brandão chegou a dizer que a intervenção do ex-governador Flávio Dino à empresa Servi Porto, quando foram tomados. Sem conteúdo, mostrando-se um Tucano ensaiado, Brandão virou chacota nas redes sociais.

Após a repercussão negativa na imprensa e nas redes sociais, do tamanho da mentira expelida por Brandão, a representante da Servi Porto se viu obrigada a divulgar nota de esclarecimento, desmentindo o governador Carlos Brandão. Veja a nota abaixo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Diante do total colapso da travessia de transporte aquaviário maranhense via ferry-boat, a sócia-proprietária da empresa SERVI-PORTO vem a público esclarecer que:

  • Há quase três anos, a empresa foi retirada dos proprietários pelo governo do Sr. Flávio Dino com a justificativa de que iria melhorar a qualidade do serviço.
  • Muito diferente do que vem sendo informado, a SERVI-PORTO não estava falida, não havia colapso antes da intervenção e tampouco todas as embarcações estavam paradas, o que pode ser comprovado com documentos oficiais.
  • Apesar de todas as dificuldades à época, os sócios faziam de tudo para manter o serviço funcionando com segurança e os problemas eram infinitamente menores do que a falta de embarcações para operar, como ocorre hoje.
  • As embarcações foram entregues ao Estado funcionando e inteiras, mas atualmente estão paradas e algumas sucateadas por causa da falta de manutenção da gestão estadual, que agora quer receber as honras por recuperar o que ela mesma quebrou.
  • Por fim, nos solidarizamos com toda a população usuária do serviço e que está sofrendo com esse caos. Para nós, é um sofrimento ver as embarcações no estado em que se encontram e nossa população passando por essa humilhação. Com toda a certeza, se o serviço estivesse em nossas mãos, não teríamos deixado a situação chegar a esse caos.

Lina Rosa Garcia Neves

Sócia-proprietária da SERVI-PORTO

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!