ARTIGO

Vereador Francisco Chaguinhas critica CPI da Pandemia

O parlamentar volta a defender tratamento precoce contra a Covid-19

Em discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal de São Luís, na sessão desta quarta-feira (30), o vereador Francisco Chaguinhas (Podemos), teceu duras críticas à CPI da Pandemia, criada e instalada no Senado, e voltou a defender tratamento precoce contra a Covid-19.

“Somos o único país do mundo que tem uma CPI da Covid. E nós observamos que, nessa CPI no Senado, dois ladrões de carteirinha, cujas carteiras já estão amarelas de tanto eles roubarem dinheiro público, lá são inquisidores. São autoridades. Que país é este?”, questionou o vereador do Podemos.

Francisco Chaguinhas disse que a CPI perdeu a chance de ganhar credibilidade junto à opinião pública, porque não investiga supostas irregularidades e desvios de verbas atribuídas a prefeitos e governadores na luta de enfrentamento contra a Covid-19.

A senadora Eliziane, na visão do vereador Francisco Chaguinhas, precisa estudar e pesquisar mais, aprofundar-se nos assuntos, para não fazer feio no Congresso Nacional. “Aquela CPI não existe mais, porque o pano de fundo rasgou. Já se sabe que o vírus foi produzido em laboratório. E o que o Senado faz em função disso? Qual a representação do Senado brasileiro na OMS (Organização Mundial da Saúde). Nada. Todo mundo agora ficou calado”, ressaltou o parlamentar.

Tratamento precoce

Durante seu pronunciamento, o vereador Francisco Chaguinhas voltou a dizer que se o Brasil tivesse adotado o tratamento precoce contra o novo coronavírus, não teria morrido tanta gente vítima da Covid-19 no Brasil.

“A humanidade está numa encruzilhada: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. A humanidade está servindo de joguete para alguns ganharem mais dinheiro. A morte por Covid dá muito dinheiro para empresas multinacionais”, assinalou.

Francisco Chaguinhas voltou a dizer, também, que foi o imunologista Anthony Fauci, atual diretor dos Institutos Nacionais de Alergia e Doenças Infecciosas do governo Biden, que inventou em laboratório o vírus desta pandemia.

O vereador lembrou que, há mais de um ano, o mundo inteiro vem sendo assolado pela Covid-19. Ele levantou a voz na tribuna da Câmara, nos primeiros meses – março e abril de 2020 – e chegou a citar cientistas que advertiram o seguinte: um vírus de uma força letal muito grande se espalhava muito rapidamente pelo mundo inteiro.

“Isso significava que esse vírus não era natural, mas sim um vírus artificial. E é uma pena que, no Brasil, a Covid-19 se tornou bandeira política. Não tendo assunto para atacar o governo, então pegaram a Covid-19 e fizeram dela uma bandeira política”, frisou o parlamentar.

Francisco Chaguinhas declarou que observa com tristeza a falência circulatória da imprensa nacional, da grande imprensa, quando não toca nesse assunto: Anthony Fauci. “A nossa imprensa maranhense também, os nossos jornalistas não escrevem uma vírgula sobre Anthony Fauci, que foi o criador do vírus. Criou o vírus nos Estado Unidos, se juntou a Bill Gates, para a China produzir o vírus. Observamos com muita tristeza: todos aqueles que vieram a óbito por conta da Covid, não tiveram morte natural. Todos foram vítimas fatais da Covid. Todas estas pessoas foram assassinadas”, ressaltou Chaguinhas, ao encerrar seu discurso.

Por Manoel Santos

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo