ECONOMIA

Alunos de São Luís retornam às aulas presenciais após férias

Todos os estudantes da rede municipal da Prefeitura da capital estão de volta às salas de aula

Alunos das escolas municipais da Prefeitura de São Luís retornaram, esta semana, às aulas presenciais após o período de férias escolares do mês de julho. A retomada ocorre após reformas e manutenções em diversos prédios escolares realizadas pelo prefeito Eduardo Braide a partir do programa “Escola Nova”. Ao todo, durante seu mandato, o gestor já recuperou 139 unidades de um total de 256 escolas da rede pública municipal.

O último pacote de entregas foi no sábado (30), quando o gestor municipal reinaugurou seis unidades de ensino nos bairros da Ilhinha, Alemanha, Coroadinho, Quebra-Pote, Andiroba e Turu. “É o compromisso da gestão do prefeito Eduardo Braide reformar todas as escolas municipais por meio do maior programa de reforma na história da educação do município, em colaboração com Secretaria Municipal de Obras e Serviços (Semosp)”, destacou a secretária de Educação, Caroline Marques Salgado.

Para Maria dos Santos, mãe de uma estudante da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Luís Viana, na Alemanha, este é um momento de celebração. “Vim deixar a minha filha na escola, e fiquei muito feliz ao ver essa transformação. Há tempos essa escola precisava de uma reforma, e muitos achavam que não seria resolvida. Mantive a minha filha aqui e vi que o sonho virou realidade, a escola está muito linda, toda arrumada com as salas com ar-condicionado. Vou para casa com o coração alegre, porque acreditei nessa melhoria e assim confio em deixar a minha filha numa escola que tem uma ótima estrutura”.

A coordenadora pedagógica da U.E.B. Luís Viana, Tatiana Piosky, disse que a reforma da escola vai refletir na melhora do aprendizado. “A nossa expectativa é que tenhamos êxito na aprendizagem. Essa reforma é a realização na vida de todo mundo”.

A Unidade de Educação Básica Luís Viana reúne 620 alunos. Toda a estrutura física da escola passou por melhorias. São 21 salas de aulas, três salas de recursos, uma biblioteca climatizada, uma sala de informática com 18 computadores, um auditório com capacidade para 100 pessoas e duas quadras poliesportivas, além de horta e jardim. As salas foram climatizadas e ganharam acessibilidade às suas dependências.
A gestora Regina Lúcia Moura, da U.E.B. João Pereira Martins, no bairro Ilhinha, expressa emoção ao ver a escola toda reformada. “Quero agradecer a Deus, em seguida ao prefeito Eduardo Braide que faz um diferencial na educação de São Luís. Estamos em uma escola nova, a comunidade agradece e está feliz, porque antes estava com uma estrutura totalmente insalubre. Vamos trabalhar com a educação de qualidade”, pontuou a gestora.

A U.E.B. João Pereira Martins, na Ilhinha, pertencia ao Estado e foi municipalizada. Com a reforma, os 205 alunos têm uma estrutura nova com quatro salas de aulas, banheiros e sala de professores adequada para um bom aprendizado.

Entrega do material escolar

Com a retomada das aulas, um cronograma de entrega de kits de material escolar está sendo cumprido para atender a todos os estudantes da rede municipal da Educação infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Cada kit contém agenda, garrafinha de água, estojo, pincel, caneta esferográfica, massa, lápis colorido, tesoura sem ponta e outros materiais, conforme cada nível de ensino.

Amanda Sales, mãe da estudante Carolina, da Creche Maria Jesus Carvalho no bairro Camboa, expressa a sua satisfação pela entrega do material escolar para as crianças. “Estou gostando muito do kit. Tudo organizado, diversas peças. A minha filha vai conseguir pintar e fazer suas atividades com mais criatividade”.

Os kits de material escolar começaram a ser entregues pelo prefeito Eduardo Braide nesta segunda-feira (1º), no primeiro dia do retorno às aulas e o trabalho seguirá um cronograma de distribuição nos próximos dias.

A professora Roseane Lima Martins, que leciona na Creche Maria de Jesus Carvalho, comemora o recebimento do material escolar. “O kit é importante porque muitas crianças não têm acesso e nem recursos para adquiri-los. São materiais que precisamos no nosso dia a dia, tanto na escola quanto em casa. Gostei, porque veio garrafinha de água, e também, a agenda que mantemos a comunicação com os pais, e tantos outros materiais de uso individual e coletivo de suma importância”, disse a professora.

Foto: Divulgação

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!